Homicídio

PCDF prende acusado de assassinar adolescente na linha de trem do Guará

O crime ocorreu na tarde de 29 de junho do ano passado. O mandante do homicídio foi preso no Riacho Fundo, e o executor encontra-se foragido

Darcianne Diogo
postado em 07/04/2021 20:55
 (crédito: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
(crédito: Fernando Lopes/CB/D.A Press)

A 4ª Delegacia de Polícia (Guará) prendeu, nesta terça-feira (6/4), um homem, de 30 anos, acusado de envolvimento no assassinato de um adolescente de 17 anos. O homicídio ocorreu em 29 de junho do ano passado. O corpo da vítima estava próximo à linha do trem, na QE 40 do Guará. O responsável pelos disparos está foragido.

O autor seria um dos chefes do tráfico de drogas na QE 40 e teria se juntado a outros dois criminosos para matar o adolescente. A motivação do homicídio seria o fato do menor estar comercializando entorpecentes em área comandada pelo traficante, “sem a devida permissão”.

Um dos envolvidos, apontado como executor do crime, está foragido
Um dos envolvidos, apontado como executor do crime, está foragido (foto: PCDF/Divulgação)

 

Segundo o delegado-chefe da 4ª DP, Anderson Espíndola, o mandante do crime integra uma quadrilha especializada em tráfico de drogas e homicídios. Como noticiado pelo Correio em 15 de março, seis homens e três mulheres foram presos, à época. O grupo é investigado por, pelo menos, sete assassinatos no Guará, além da prática de crimes como ameaças e extorsões aos usuários de drogas e familiares. "O mentor teria ordenado a execução do adolescente e fornecido a pistola utilizada para matá-lo", afirmou o delegado.

Um dos envolvidos no homicídio, apontado como o executor, foi identificado pela Polícia Civil do DF. Josenilson Silva do Amarante, conhecido como “demônio”, está foragido e, por isso, a PCDF divulgou a foto para que a população ajude a encontrá-lo. As denúncias podem ser feitas anonimamente pelo número 197, da PCDF.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE