Crime

Homem é detido no DF por desviar água de canos para lava jato

Os policiais souberam da atividade ilícita após serem contatados por um funcionário da Caesb. O autor havia sido notificado, mas mesmo assim, continuou com a conduta

Darcianne Diogo
postado em 08/04/2021 11:50 / atualizado em 08/04/2021 11:50
O crime pode render pena de 1 a 4 anos de prisão -  (crédito: Divulgação/PCDF)
O crime pode render pena de 1 a 4 anos de prisão - (crédito: Divulgação/PCDF)

O dono de um lava jato do Distrito Federal foi detido, nesta quarta-feira (7/4), por captação irregular de água. Segundo as investigações, conduzidas pela 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires), o homem, 22 anos, desviava água dos canos da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) para abastecer o estabelecimento.

Os policiais souberam da atividade ilícita após serem contatados por um funcionário da Caesb. O autor havia sido notificado, mas, mesmo assim, continuou com a conduta. Segundo as investigações, o lote no qual fica o lava-jato estava com o fornecimento de água interrompido desde 2015 e tinha um débito de R$ 29.770,79.

Aos policiais, o proprietário do estabelecimento disse que era locatário do lote e que o "gato" de águas estava instalado no local desde janeiro, mês em que alugou a área. Ele afirmou, ainda, que utilizava a água da ligação clandestina apenas para lavar a entrada do lava-jato e o escritório da empresa. Para a lavagem dos carros dos clientes, ele usava um caminhão pipa para abastecer a caixa d'água. Contudo, o suspeito não apresentou documentos que comprovassem.

O rapaz foi preso em flagrante por furto, estando sujeito à pena de 1 a 4 anos de prisão. Na delegacia, ele pagou fiança de R$ 1,1 mil e foi liberado. A reportagem entrou em contato com a Caesb e aguarda retorno.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE