ADOÇÃO

Cães e gatos podem ser adotados na Gerência de Zoonoses da Secretaria de Saúde

Em 2020, 516 animais do canil e do gatil da Vigilância Ambiental encontraram um novo lar. Atualmente, há 24 animais — saudáveis e vacinados — à espera de um novo lar

Correio Braziliense
postado em 11/04/2021 17:02
O estado de saúde dos animais é minuciosamente verificado, com vermifugação e vacinas -  (crédito: Geovana Albuquerque/Agência Saúde)
O estado de saúde dos animais é minuciosamente verificado, com vermifugação e vacinas - (crédito: Geovana Albuquerque/Agência Saúde)

O canil e o gatil da Gerência de Zoonoses da Secretaria de Saúde do Distrito Federal têm 24 animais domésticos para adoção, sendo 20 cães e quatro gatos. Segundo a gerência, todos os animais que chegam ao local são diagnosticados e tratados. Os procedimentos para adoção podem ser verificados na página da Gerência de Zoonoses

O estado de saúde dos animais é minuciosamente verificado, com vermifugação e vacinas. Nos cães, são feitos exames de leishmaniose visceral, além de aplicação de vacina antirrábica e vermífugo. Já nos felinos, é feito o exame de VIF (Vírus da Imunodeficiência Felino), com vacina e vermífugo.

Muitos são encaminhados por veterinários já com diagnóstico – alguns com leishmaniose e cães em observação de raiva. Entretanto, todos os que se encontram disponíveis para adoção estão livres de doenças e aptos para ganhar um novo lar.

Como adotar

Para adotar um pet, é preciso fazer um cadastro no site da Gerência de Zoonoses, participar de uma entrevista e ser maior de 18 anos. Após esses três passos, o interessado pode visualizar as fotos dos animais que estão disponíveis para adoção e, gostando de algum deles, agendar a visita para conhecer o futuro pet.

Após a adoção, para retirar o animal, basta levar documento de identidade, CPF, uma coleira – no caso de adoção de um cãozinho – ou caixa apropriada, se for um gato. O responsável pela adoção do animal deverá assinar um termo de responsabilidade se comprometendo a cuidar do animal.

Em 2020, a Gerência de Zoonoses acolheu 819 animais, sendo 662 cães e 157 gatos. Do total, 405 cães e 111 gatos foram doados. Com a pandemia de covid-19, o número de adoções cresceu no DF. Entre janeiro e setembro de 2020, o número de adoções foi maior que o dobro do registrado em todo o ano anterior.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE