Pandemia

Covid-19: Um em cada cinco pacientes nas UTIs do DF é de fora

Maior parte dos infectados que vieram de outros estados é oriunda de Goiás. No total, há 92 pacientes de fora em tratamento nos hospitais do DF

Jéssica Moura
postado em 13/04/2021 13:13 / atualizado em 13/04/2021 13:14
A lotação das UTIs públicas para covid-19 nesta terça é superior a 94% -  (crédito: André Coelho/AFP - 5/3/21)
A lotação das UTIs públicas para covid-19 nesta terça é superior a 94% - (crédito: André Coelho/AFP - 5/3/21)

Com a alta de casos e pressão sobre o sistema de saúde em várias partes do país, pacientes infectados pela covid-19 buscam tratamento ou são transferidos para outros estados. Nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Distrito Federal, 21% das pessoas internadas para tratar a doença mora fora da capital.

De acordo com a secretaria de Saúde, a maioria é oriunda de Goiás. Ao todo, 92 pacientes de fora do DF são tratados nos hospitais públicos da capital federal. Dos 454 internados nas UTIs, 35 declararam ser goianos; um é do Paraná e outros 56 não informaram o local de origem.

Na manhã desta terça-feira (13/4), a taxa de lotação das UTIs públicas no DF chegou a 95,15%. Nas unidades de saúde restam 13 leitos para tratar os casos mais graves de covid-19 e 242 pessoas com suspeita ou diagnóstico da infecção aguardam na fila de espera por uma das vagas disponíveis.

A secretaria de Saúde informou que o DF dispõe de 14,86 leitos de UTI Covid para cada 100 mil pessoas. Em Goiás, essa relação é de 7,8 leitos de UTI Covid para cada 100 mil pessoas.

Em Goiás, 16 municípios estão em situação de calamidade e dois em situação crítica. Em todo o estado, 397 pessoas estão internadas nas UTIs públicas e privadas com covid-19. Por lá, a taxa de ocupação nos leitos de tratamento intensivo, considerando as redes pública e privada, é de 87,06%.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE