Saúde

Gravidez: busca por pré-natal no DF cresce 9,2% durante a pandemia

Teleatendimento foi adotado no Distrito Federal para auxiliar no acompanhamento de gestantes. Nos dois últimos anos, mais de 358 mil mulheres receberam o atendimento

Alice Dias
postado em 26/04/2021 21:02
 (crédito: arquivo pessoal)
(crédito: arquivo pessoal)

Segundo dados do Ministério da Saúde, o atendimento pré-natal teve uma queda de 64% em todo o país. No entanto, no Distrito Federal a procura por consultas aumentou 9,2% em 2020, comparado a 2019.

Nos dois últimos anos, mais de 358 mil mulheres receberam atendimento pré-natal no DF. Para evita contágio por covid-19, o teleatendimento foi adotado, além de outras medidas de segurança para proteger as gestantes e puérperas. As consultas presenciais são feitas apenas em caso extremamente necessários.

A técnica de saúde feminina na atenção primária de saúde Viviane Albuquerque ressalta a importância das grávidas continuarem fazendo o atendimento médico. “O pré-natal tem o objetivo de acompanhar o desenvolvimento da gestação para prevenir eventos adversos para a mãe e o bebê”, afirma. “É uma forma de garantir que a gravidez ocorra de forma tranquila, que o neném nasça no período determinado, evitando partos prematuros”, informa.

O atendimento pré-natal pode ser feito em qualquer uma das 174 Unidades de Saúde Básica (UBS) do DF. No site da Secretaria de Saúde, é possível encontrar a UBS mais perto da sua localidade. Para ser atendido, basta levar um documento de identificação com foto, o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e, se possível, um comprovante de residência.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE