Pandemia

Terceiro teste para detectar possível infecção por cepa indiana dá negativo

A informação foi confirmada nesta segunda-feira (7/6), pelo secretário de saúde Osnei Okumoto, em coletiva de imprensa realizada no Palácio do Buriti. Pessoa será liberada da observação após três exames

Correio Braziliense
postado em 07/06/2021 22:57
 (crédito: Fusion Medical Animation/Unsplash)
(crédito: Fusion Medical Animation/Unsplash)

O terceiro teste RT-PCR feito na pessoa com suspeita de infecção pela variante delta (que foi detectada primeiramente na Índia) da covid-19, no Distrito Federal, deu negativo. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (7/6), pelo secretário de saúde Osnei Okumoto. A declaração foi dada durante a coletiva de imprensa realizada no Palácio do Buriti.

A pessoa estava em quarentena e sendo monitorado após ter viajado no mesmo voo de um paciente diagnosticado com a variante da covid-19 identificada pela primeira vez na Índia. Com o novo resultado, o homem será dispensado. “O terceiro exame deu negativo e agora ele está liberado”, afirmou Osnei.

O resultado do primeiro teste foi divulgado em 24 de maio. Ele continuou sendo monitorado desde então. Um segundo teste foi feito em 28 de maio para detecção do coronavírus, que também teve resultado negativo.

Segundo a Secretaria de Saúde, ele é brasileiro, mas mora na Índia e veio para o DF. A pessoa teve contato com um passageiro ao desembarcar no aeroporto de Guarulhos (SP). De acordo com a pasta, desde a suspeita de contaminação,ele não teve contato com outras pessoas depois que desembarcou na capital federal.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE