ESPORTE

Copa América: jogadores da Venezuela testam positivo para a covid-19

Informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde do DF. Atletas devem passar por novos exames, assim como outros integrantes da delegação

Luana Patriolino
postado em 11/06/2021 23:41 / atualizado em 11/06/2021 23:43
 (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
(crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Jogadores da Seleção da Venezuela, que enfrentariam o Brasil na abertura da Copa América, no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, testaram positivo para covid-19 em Brasília, nesta sexta-feira (11/6). Amostras foram enviadas ao laboratório para sequenciamento genético do vírus, informou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, ao Correio.

O sequenciamento genético serve para avaliar a qual variante pertence o vírus que infectou a delegação venezuelana. Neste sábado (12/6), deve ter uma nova rodada de exames para confirmar a infecção. O teste que revelou o resultado positivo para os membros da federação venezuelana foi feito pelo laboratório Sabin.

O jogo de abertura está marcado para o domingo (13/6), no Mané Garrincha. Os jogadores da Seleção Brasileira não tiveram contato, ainda, com a delegação rival na competição. No entanto, mantiveram proximidade com brasileiros no aeroporto, transporte e no hotel.

Copa América no Brasil

Em 31 de maio, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou que o Brasil sediaria a Copa América depois da desistência da Argentina e da Colômbia. Desde então, o Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu diversas ações que buscavam impedir a realização do torneio no país.

Nesta quinta-feira (10/6), a maioria dos ministros do STF votou para rejeitar dois pedidos que pediam a suspensão do torneio em território nacional. O tema foi julgado no plenário virtual da Corte e os ministros se manifestam eletronicamente. As duas ações têm a ministra Cármen Lúcia como relatora.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE