Acessibilidade

Quadra 406, do Recanto das Emas, recebe wi-fi gratuito

Lançado em 2019, o projeto Wi-fi Social já instalou 57 pontos de internet livre no DF e contabiliza 70 milhões de acesso, aproximadamente

Correio Braziliense
postado em 25/06/2021 23:30
Inauguração do Wi-Fi Social em Recanto das Emas faz parte de um projeto da Secti para promover a inclusão digital e social no DF  -  (crédito: Pedro Ventura/Agencia Brasilia)
Inauguração do Wi-Fi Social em Recanto das Emas faz parte de um projeto da Secti para promover a inclusão digital e social no DF - (crédito: Pedro Ventura/Agencia Brasilia)

Letícia Alves Madalena, 12 anos, sonha em ser psicóloga. Enquanto pensa no projeto com paixão, a menina busca doses de esperança, com o pensamento de não desistir ao que tanto almeja. Sem poder ir para a escola, por causa da pandemia da covid-19, a adolescente divide o aparelho celular, diariamente, com uma prima para fazer as aulas online.

Nesta sexta-feira (25), Letícia comemorou a chegada da internet gratuita à comunidade da quadra 406, do Recanto das Emas. Aluna da 7ª série do Centro de Ensino Fundamental 405, a garota explica que precisa de acesso à rede digital para fazer as aulas, mas não pode pagar por esse serviço. “Assim fica mais fácil para estudar. Internet grátis é bom demais, porque a minha mãe está desempregada e não dá para pagar celular”, enfatiza a menina.

A chegada do projeto Wi-Fi Social à quadra da estudante vai beneficiar 200 famílias da região, pessoas em situação de vulnerabilidade e carência material. O banner e os adesivos com os dizeres “Aqui temos internet de graça para todos” já estão espalhados pela quadra.

Inclusão digital

Para o administrador do Recanto das Emas, Carlos Dalvan Soares de Oliveira, é uma grande conquista a implantação de internet grátis nessa comunidade de renda tão baixa e carente. “É importante para que as pessoas possam buscar um trabalho e para que as crianças acessem as plataformas de suas escolas”, disse.

A inauguração do Wi-Fi Social no Recanto das Emas faz parte do projeto da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal (Secti) para promover a inclusão digital e social da população do Distrito Federal. Lançado em 2019, já instalou 57 pontos  e contabiliza 70 milhões de acessos, aproximadamente.

 *Com informações da Secti

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE