PRISÃO

Suspeito de assassinar policial aposentado com foice é preso em Alexânia

Homem também teria cometido roubos e estupros no Distrito Federal. Ele oferecia serviços em chácaras do DF, GO e MG e depois revelava violência

Luana Patriolino
postado em 14/08/2021 21:31 / atualizado em 14/08/2021 22:08
 Homem se aproximava das vítimas pedindo trabalho -  (crédito: Divulgação/PCMG)
Homem se aproximava das vítimas pedindo trabalho - (crédito: Divulgação/PCMG)

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu, neste sábado (14/8), em Alexânia (GO), um homem suspeito de matar um policial federal aposentado com golpe de foice. O crime  aconteceu em fevereiro deste ano, no distrito de Serra Bonita, município de Buritis (MG). Ele também era procurado por estupros e roubos no Distrito Federal.

A investigação durou seis meses e foi batizada de Operação Dragão Vermelho. Segundo a polícia, mesmo antes do latrocínio do policial, o suspeito utilizava documentos falsos para esconder que era foragido da Justiça.

O homem se aproximava das vítimas pedindo por trabalho, geralmente em chácaras do DF, GO e MG, para então revelar-se violento, ostentando armas de fogo. Ele foi classificado pela PCMG como um criminoso em série.

Com uma ficha extensa, ele tem registros de furtos, lesões corporais, uso de documento falso e extorsão com emprego de arma de fogo. A polícia também informou que ele possui condenações por estupros e roubo no DF, além de um homicídio praticado durante fuga de presídio no estado do Tocantins. 

Ele foi encaminhado ao Sistema Prisional Mineiro, na cidade de Unaí, para permanecer à disposição da Justiça.

Relembre o caso

Moacyr Ferreira da Silva tinha 62 anos e era policial federal aposentado. O suspeito ofereceu seus serviços à vítima para construir uma cerca em 5 de fevereiro. Três dias depois, apareceu no local para trabalhar.O policial, que andava sempre armado, saiu para almoçar com a esposa e voltou depois com uma marmita ao novo funcionário.

No entanto, ao chegar com a refeição, Silva foi surpreendido por um golpe de foice, sem qualquer chance de defesa. Em seguida, o criminoso fugiu na caminhonete da vítima, levando outros pertences do agente, como o celular e a arma de fogo, uma pistola 9mm.

O veículo foi abandonado incendiado horas depois na cidade de Brazlândia. O suspeito se desfez do celular, mas teria permanecido com a arma de fogo. Na casa dele, os policiais encontraram diversos objetos pessoais e mais uma arma de fogo utilizada em outros crimes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE