Covid-19

Vacinação: Conass informa que DF tem falta de seringas, mas secretaria nega

Em audiência pública da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (17/8), técnico do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) afirmou que três estados e o Distrito Federal estão sem o insumo. Secretaria de Saúde do DF nega informação

Samara Schwingel
postado em 17/08/2021 18:49 / atualizado em 17/08/2021 20:42

O Distrito Federal é uma das quatro unidades da Federação que registraram falta de seringas para aplicação da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech. A informação partiu de Fernando Avendanho, assessor técnico do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Em audiência pública da Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19 da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (17/8), ele afirmou que o Ministério da Saúde não entrega os insumos com a mesma velocidade que entrega os imunizantes.

"Estamos muito preocupados com a questão de seringas e agulhas. Há uma falta de seringas de 1ml para aplicação da vacina da Pfizer", declarou Fernando. O Conass confirmou que DF, Alagoas, Bahia e Pará relataram o problema. Entretanto, o conselho não tem um levantamento específico sobre o tema. 

Procurada, a Secretaria de Saúde (SES-DF) negou que o DF enfrente desabastecimento de insumos. "Todas as doses distribuídas às regiões de saúde foram acompanhadas de seringas para a devida aplicação. Houve atraso na última remessa, mas, elas foram entregues em 11 de agosto, um total de 317.500 unidades", detalhou a pasta, em nota. 

O Ministério da Saúde informou que, há escassez de seringas de 1ml no mercado nacional e, por isso, foi acordado entre representantes de estados, municípios e DF o uso alternativo de seringas de 3ml, até o reabastecimento do material. "Está previsto para esta quarta-feira (18) o recebimento de 1,6 milhão de seringas e agulhas no Centro de Distribuição de Insumos Estratégicos da Pasta, em Guarulhos (SP)", informou a pasta, em nota. 

Vacinação

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou, nesta terça-feira (17/8), que pretende começar a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades, a partir da chegada das próximas remessas de vacinas contra a covid-19. O anúncio ocorreu durante agenda no Lago Sul e consta nas mídias sociais do chefe do Executivo local.

Apesar do plano, não há data para início do atendimento. "Com as próximas doses, que esperamos chegar no fim de semana, começamos a vacinar o público de 12 a 18 anos. A expectativa é fechar a vacinação dessa turma o mais rápido possível", declarou.

O emedebista acrescentou que, com a abertura da vacinação para pessoas de 18 e 19 anos nesta terça-feira (17/8), o DF finalizará a aplicação da primeira dose nos adultos em breve. O atendimento para toda a população de 18 anos ou mais, além de grupos de risco abaixo dessa idade, continua em 68 locais, sem  necessidade de agendamento. Cinco dos postos funcionam até 22h

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE