Pandemia

Covid-19: com mais 21 vítimas, DF tem alta de 27,2% na média móvel de mortes

Indicador referente às mortes ficou em 14, nesta segunda-feira (16/8). Em relação aos casos, infecções tiveram queda na média móvel, na comparação com o verificado duas semanas antes. Vacinação com primeira dose alcançou 61,3% da população total

Samara Schwingel
Ana Isabel Mansur
postado em 16/08/2021 21:57 / atualizado em 16/08/2021 22:10
 (crédito: Silvio Avila/AFP - 3/12/20)
(crédito: Silvio Avila/AFP - 3/12/20)

O boletim diário divulgado pela Secretaria de Saúde (SES-DF), nesta segunda-feira (16/8), mostra que o Distrito Federal teve mais 21 mortes e 768 novos casos da covid-19 registrados em 24 horas. Com a atualização, a média móvel de óbitos ficou em 14 e teve alta de 27,27%, na comparação com duas semanas atrás. Já o indicador referente às infecções chegou a 668,43, indicando queda de 2,48% em relação ao mesmo período.

O total de mortes confirmadas nesta segunda-feira (16/8) foi o maior para um dia desde 16 de julho. No total, o DF tem 9.839 óbitos provocados pela covid-19 desde o início da crise sanitária e 460.361 registros de infecções. Do total de vítimas, 846 moravam em Goiás (726) e em outros 16 estados (120). 

 

A taxa de transmissão do vírus caiu para 0,95. Isso indica que um grupo de 100 pessoas infecta, em média, outros 95 indivíduos. Valores abaixo de 1 indicam que que a pandemia está em desaceleração

A ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) voltadas para o tratamento da covid-19 ficou em 62,5% na rede pública, nesta segunda-feira (16/8). De 197 leitos, 100 estavam ocupados, 60 vagos e 37 bloqueados.

Na rede privada, a ocupação chegou a 88,9%: dos 261 leitos, 177 tinham pacientes, 24 estavam livres e 60, bloqueados. Na fila de espera pela transferência, sete pessoas tinham suspeita ou confirmação de infecção pela covid-19.

Vacinação

Na véspera de começar a vacinação de jovens com 18 e 19 anos, o Distrito Federal aplicou mais 28.486 primeiras doses (D1) de imunizantes contra a covid-19, nesta segunda-feira (16/8). Outras 7.215 pessoas receberam o reforço (D2), e 434 indivíduos tomaram a vacina de dose única (DU).

No total, a capital federal tem 1.818.434 pessoas vacinadas com a D1, o que representa 61,37% da população total. Enquanto isso, 643.992 estão imunizados com a D2 e 54.876, com a DU. Esses dois grupos representam 22,89% dos habitantes da capital federal.

Em estoque para a D1, há 80.958 unidades da vacina da Pfizer/BioNTech; 3.375 da CoronaVac; e 1,7 mil da Oxford/AstraZeneca. Para a D2, a Rede de Frio da Secretaria de Saúde do DF tem 17.550 imunizantes da Pfizer/BioNTech; 95.995 da CoronaVac; e 71.750 da Oxford/AstraZeneca. Além dessas, há 150 doses do imunizante de dose única, da Janssen, na reserva.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE