Pandemia

Covid-19: Em 72 horas, Distrito Federal registra 14 mortes

Óbitos notificados ocorreram entre segunda (16/8) e esta quarta (18/8). Três vítimas eram moradoras do Entorno. Total de mortes ultrapassa 9,8 mil e infectados somam mais de 461,4 mil

Ana Isabel Mansur
postado em 18/08/2021 18:02 / atualizado em 18/08/2021 18:03
A taxa de transmissão da covid-19 está em 0,95 nesta quarta (18/8) -  (crédito: Breno Esaki/Agência Saúde DF)
A taxa de transmissão da covid-19 está em 0,95 nesta quarta (18/8) - (crédito: Breno Esaki/Agência Saúde DF)

O Distrito Federal registrou 14 mortes em decorrência da covid-19 nesta terça-feira (18/8). As vítimas morreram em um intervalo de 72 horas — três óbitos na segunda (16/8); 10 na terça (17/8) e um nesta quarta (18/8). Três pacientes eram moradores de Goiás, no Entorno do DF, e três tinham menos de 60 anos.

No total, a Secretaria de Saúde do DF conta 9.863 mortes desde o início da pandemia e 461.422 casos da doença — dos quais 444.914 (96,4%) são considerados recuperados. A média móvel de óbitos dos últimos sete dias está em 13 nesta quarta (18/8), o que representa aumento de 2% na comparação com 4 de agosto, 14 dias atrás.

O cálculo para as infecções, considerando o mesmo intervalo, está em 661,6 — crescimento de 8% em relação às duas últimas semanas. Ambos os resultados, por estarem abaixo de 15%, para mais ou menos, indicam estabilidade.

Registros

A taxa de transmissão da covid-19, que representa a quantidade de pessoas que um paciente infectado pode contaminar, está em 0,95 nesta quarta (18/8). Ou seja, cada 100 casos positivados podem transmitir a doença para outras 95 pessoas.

Há oito dias, o índice estava em 1,04 e há quatro dias, alcançou 0,98. Entre as mortes contabilizadas nesta quarta (18/8), apenas uma veio a óbito em hospital particular. As 13 vítimas restantes morreram em unidades da rede pública de saúde do DF.

Seis pacientes não apresentavam comorbidade. Cardiopatia e distúrbios metabólicos afetavam nove e seis pessoas, respectivamente. Três vítimas eram obesas e duas sofriam de pneumopatia. Um paciente tinha nefropatia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE