Vacinas

Covid-19: Saúde autoriza adolescentes de 12 a 17 anos a receberem a xepa

De acordo com a pasta, a decisão visa evitar o desperdício de doses. A pasta ressalta que esse público só pode ser vacinado com a Pfizer

Samara Schwingel
postado em 18/08/2021 15:56 / atualizado em 18/08/2021 16:00
Adolescentes a partir de 12 anos e sem comorbidades podem ser vacinados com as doses que sobrarem nos postos -
Adolescentes a partir de 12 anos e sem comorbidades podem ser vacinados com as doses que sobrarem nos postos -

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal atualizou as regras para aplicação das doses remanescentes, popularmente chamadas de “xepa”, para a vacina Pfizer/BioNTech contra a covid-19. De acordo com a pasta, as doses remanescentes desta vacina poderão também ser aplicadas nos adolescentes de 12 a 17 anos, sem comorbidades. 

Segundo a pasta, a medida visa evitar o desperdício de doses e considera que, nesta terça-feira (17/8), teve início a vacinação do grupo de 18 e 19 anos. A Secretaria ressalta que somente poderá ser aplicada nesse grupo a vacina da Pfizer/BioNTech, tendo em vista que é a única no momento que possui autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser aplicada nessa faixa etária.

A xepa é composta por doses que "sobram" ao fim do dia. Ou seja, para receber a aplicação das doses remanescentes, é preciso ir a um dos pontos de atendimento próximo ao fim do expediente e aguardar. Caso sobre alguma dose, os profissionais de saúde estão autorizados a aplicar nos adolescentes. 

O governador Ibaneis Rocha (MDB) previu que os adolescentes sem comorbidades devem começar a ser vacinados contra a covid-19 com a próxima remessa de vacinas a chegarem no DF. Porém, o chefe do Executivo local não divulgou data certa nem quantas doses a capital espera. Os envios são feitos pelo Ministério da Saúde. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE