TRÂNSITO

Policial Civil morre atropelado por carro enquanto pedalava na BR-080

Vítima teve uma parada cardiorrespiratória no local do acidente. Bombeiros tentaram reanimá-lo por cerca de 45 minutos, mas o ciclista não resistiu. Caso será investigado pela Corregedoria da Polícia Civil

Samantha Ranya*
postado em 14/10/2021 16:30 / atualizado em 15/10/2021 16:41
José Maria Moreira Filho trabalhava na 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte)  -  (crédito: Sinpol-DF/Divulgação)
José Maria Moreira Filho trabalhava na 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte) - (crédito: Sinpol-DF/Divulgação)

O policial civil José Maria Moreira Filho, 58 anos, morreu nesta quinta-feira (14/10), após ser atropelado na BR-080, sentido Brazlândia. Ele pedalava por volta das 11h, quando foi atingido por um Fiat Toro branco. O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) atendeu a ocorrência, mas, quando as equipes chegaram, encontraram a vítima inconsciente, deitada no asfalto, com sinais de traumatismo craniano.

A vítima teve uma parada cardiorrespiratória e passou por tentativas de reanimação por cerca de 45 minutos. No entanto, o ciclista não resistiu, e um médico da equipe do Suporte Avançado do Samu confirmou a morte no local do acidente.

Identificada apenas como Cleide, a condutora do veículo estava sozinha e não precisou ser levada ao hospital. As polícias Militar e Civil do Distrito Federal foram acionadas para atuar na ocorrência. "A motorista fez o teste do bafômetro e (o resultado) deu negativo", informou a PMDF.

A condutora foi levada à 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte) para prestar depoimento, e o caso  será investigado pela Corregedoria da Polícia Civil.

José Maria Moreira Filho atuava como agente e era chefe da Seção de Apoio Administrativo (SAA) da unidade policial que apura o caso. Em nota, o Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) lamentou a morte do servidor público e se solidarizou com os familiares. Ainda não há informações sobre velório ou sepultamento do ciclista.

*Estagiária sob supervisão de Jéssica Eufrásio

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE