Saúde

Equipamento que ficou parado por 8 anos, garantirá diagnósticos mais precisos

Comprado em 2013, o aparelho passou oito anos sem ser utilizado devido a um erro de planejamento, mas agora auxiliará em diagnósticos por imagem mais precisos

Bernardo Guerra*
postado em 28/10/2021 20:54 / atualizado em 28/10/2021 21:25
O Pet Scan realiza exames de imagem em alta precisão, permitindo verificar a atividade metabólica das células -  (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)
O Pet Scan realiza exames de imagem em alta precisão, permitindo verificar a atividade metabólica das células - (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

Nesta quinta-feira (28/10), o PET Scan, equipamento de exames utilizado para detectar câncer, doenças do coração e problemas neurológicos, foi entregue em definitivo para o atendimento público pelo governador, Ibaneis Rocha (MDB). O aparelho será utilizado no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) para auxiliar em diagnósticos mais precisos que ajudaram no tratamentos.

Comprado por 1 milhão de dólares durante a gestão do ex-governador Agnelo Queiroz (PT) em 2013, o aparelho ficou sem utilização por oito anos, devido a um erro no planejamento na época, de acordo com o Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (Iges-DF). Seis anos depois, em 2019, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), realizado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), permitiu a liberação da máquina. Ela foi instalada apenas em agosto de 2021, juntamente com a realização de treinamento para uma equipe de profissionais da saúde ser capaz de manuseá-lo.

O PET Scan é o primeiro e único equipamento do seu tipo na rede de saúde pública do Distrito Federal, sendo capaz de realizar até 10 exames diários e mais de 200 exames ao mês. Porém, o Iges-DF ressalta que o Hospital de Base não poderá operar com capacidade total, devido à portaria n° 1.340, do dia 01 de dezembro de 2014, do Ministério da Saúde.

O que é o PET Scan

A sigla inglesa PET vem do termo em português “tomografia por emissão de positrões”, similar à tomografia computadorizada, o PET-Scan, também conhecido como PET-CT, realiza exames de imagem em alta precisão, permitindo verificar a atividade metabólica das células, assim, sendo capaz de identificar um câncer precocemente. O PET-Scan também consegue identificar problemas neurológicos como a demência e o Alzheimer, monitorar a evolução do câncer, verificar problemas cardíacos e, até mesmo, monitorar as respostas do corpo à terapia. O exame não possui contra-indicações médicas, porém, não é aconselhado para mulheres grávidas ou que estão amamentando.

 

*Estagiário sob a supervisão de Juliana Oliveira

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE