Vioência no Trânsito

Servidora atropelada no Lago Sul após briga de trânsito recebe alta

Segundo o advogado da família, Frederico do Valle Abreu, Tatiana Matsunaga segue inconsciente

Júlia Eleutério
Ana Maria Pol
postado em 06/11/2021 15:09
 (crédito: Arquivo pessoal)
(crédito: Arquivo pessoal)

A servidora pública Tatiana Thelecildes Fernandes Machado Matsunaga, 40 anos, atropelada propositalmente pelo advogado Paulo Ricardo Moraes Milhomem, 37, em 25 de agosto deste ano, recebeu alta, neste sábado (6/11), do hospital particular em que estava internada. Segundo o advogado da família, Frederico do Valle Abreu, ela segue desacordada e está sob cuidados de Home Care (cuidados em domicílio).

Tatiana saiu do hospital para reduzir o risco de infecções hospitalares. Tatiana foi em regime de home care para casa, mas o estado de saúde ainda é grave. Saiu para não correr o risco de novas infecções. Montaram basicamente uma unidade de tratamento intensiva (UTI) na casa dela. Também rezamos para dar certo”, garante. 

Relembre o caso

Por volta das 9h do dia 25 de agosto, Tatiana saiu de casa para buscar o filho na escola, pois o menino, de 8 anos, não passava bem. Na volta, a servidora pública teria sido "fechada" por Paulo Ricardo, que dirigia um Fiat Idea cinza. Os dois tiveram uma discussão no trânsito e o advogado começou uma perseguição.

Imagens das câmeras de segurança de imóveis no Lago Sul registraram o momento da perseguição. Após 3km, na frente da casa da servidora, eles se desentenderam novamente. A servidora pública saiu do carro, foi em direção a Paulo Ricardo, mas voltou ao próprio veículo para buscar o celular e gravar a situação. Nesse momento, o advogado a atropelou.

Minutos depois de atropelar Tatiana em frente à casa dela, Paulo Ricardo reaparece nas gravações. Desta vez, às 9h39, quando pegou o caminho contrário ao que percorreu durante a perseguição. Por pouco, ele não atingiu outro veículo. Ele foi embora sem prestar socorro a Tatiana.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE