Prisão

Policial é preso por atirar e agredir funcionários de um hotel, no Gama

Confusão começou porque o PM discordou do valor da conta. Duas pessoas afirmam que levaram coronhadas, mas não foram atingidos pelos tiros

Giovanna Fischborn
postado em 07/11/2021 22:45
 (crédito: Joel Figueiredo Thé/Esp. CB)
(crédito: Joel Figueiredo Thé/Esp. CB)

Um sargento da Polícia Militar, de 50 anos, foi preso por atirar e agredir funcionários de um hotel, na madrugada deste domingo (07/11), no Gama. Duas pessoas que trabalham no local alegam que levaram coronhadas na cabeça e no nariz, mas não foram atingidas pelos disparos.

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o policial, que estava de folga, teria discordado do valor da conta cobrada pelo estabelecimento e atirou para se defender. 

Uma das vítimas precisou ser levada ao Hospital Regional do Gama, onde ficou internada. O policial foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e, em seguida, ao presídio da PM. 

Resposta da corporação

Em nota, a PM disse que vai abrir um processo legal para apurar os fatos e reforçou que "não compactua nem coaduna com possíveis ações ilegais de seus integrantes".

O caso foi notificado na 20º Delegacia de Polícia como crime de disparo de arma de fogo, lesão corporal grave e ameaça.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE