Crime

Integrante do Comando Vermelho foragido da Justiça é preso no DF

Homem tinha contra ele um mandado de prisão expedido pela Justiça do Maranhão por crimes como tráfico de drogas, porte de arma de fogo e homicídio triplamente qualificado

Correio Braziliense
postado em 08/11/2021 13:56 / atualizado em 08/11/2021 17:06
O homem foi preso na manhã desta segunda-feira pela PMDF -  (crédito: Diego Fabian Parra Pabon/ Pixabay)
O homem foi preso na manhã desta segunda-feira pela PMDF - (crédito: Diego Fabian Parra Pabon/ Pixabay)

Um homem acusado de integrar a facção criminosa Comando Vermelho foi preso, na manhã desta segunda-feira (8/11), no Recanto das Emas, por policiais militares do 27º Batalhão da PMDF. A equipe desconfiou do comportamento de dois homens na quadra 303 e realizou a abordagem.

Com um dos homens, foi encontrado um cigarro aparentemente de maconha. O homem assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por uso e porte de entorpecente e foi liberado.
Segundo a Polícia Militar, o outro suspeito estava nervoso, o que chamou a atenção dos policiais, mas ele não passou dados sobre a própria identificação.

O suspeito foi levado à 27ª DP (Recanto das Emas), onde também passou dados falsos. O homem foi identificado e tinha contra ele um mandado de prisão expedido pela Justiça do Maranhão por crimes como tráfico de drogas, porte de arma de fogo e homicídio triplamente qualificado. Além disso, constava nos registros que ele integra uma célula da facção criminosa Comando Vermelho.

Em 29 de julho, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) concluiu a Operação Dóloma, para desmantelar um grupo criminoso que aplicava golpes de estelionato pelo WhatsApp. Duas pessoas foram presas e foram cumpridos e dois mandados de busca e apreensão em conjunto com a Polícia de Goiás.

As investigações da Delegacia Especial de Repreensão aos Crimes Cibernéticos (DRCC) que levaram aos integrantes da associação apontaram que eles faziam parte da facção Comando Vermelho.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE