Foragido

Homem é procurado por furtar cartões em agências do Lago Norte; Veja vídeo

Thiego Lourival Correa Santos e outros dois comparsas vieram de São Paulo para Brasília na intenção de cometer crimes. O homem cumpria pena em regime aberto e é procurado pela polícia

Darcianne Diogo
postado em 10/11/2021 15:33 / atualizado em 10/11/2021 15:38
Thiego cumpria pena no semiaberto e está foragido  -  (crédito: PCDF/Divulgação)
Thiego cumpria pena no semiaberto e está foragido - (crédito: PCDF/Divulgação)

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) divulgou a foto de um foragido da Justiça acusado de integrar uma quadrilha especializada em furtar cartões bancários instalados em máquinas de auto-atendimento no DF. Dois homens foram presos preventivamente pela 9ª Delegacia de Polícia (Lago Norte).

Os três acusados moram em São Paulo e vieram para Brasília no final de semana com a intenção de cometer o maior número de fraudes possível e, depois, retornar ao estado paulista, segundo revelaram as investigações.

A polícia constatou que a maioria dos crimes cometidos em caixas eletrônicos ocorreram no Lago Norte. Na ocasião, o grupo utilizava uma espécie de “pescador” para furtar os cartões das máquinas. De acordo com a PCDF, após a prisão dos dois envolvidos, nenhuma outra ocorrência foi registrada na região.

Imagens do circuito interno de segurança de uma agência bancária captadas em 23 de outubro mostra a ação dos criminosos. Os dois estão de boné e abordam um homem aparentemente com mais de 60 anos. Eles se aproveitam da bondade da vítima para cometer o crime (veja o vídeo abaixo).

Denúncia

A prisão preventiva foi decretada pela 8ª Vara Criminal do DF. O terceiro integrante do grupo encontra-se foragido. Thiego Lourival Correa Santos cumpria pena em regime aberto por uma condenação em SP pelo mesmo crime, mas, apesar disso, ainda alugou um carro e veio para o DF com os outros dois criminosos.

A PCDF pede para que, caso alguém saiba o paradeiro de Thiego, denuncie pelo site oficial: www.pcdf.df.gov.br ou pelo número 197, da Polícia Civil. O sigilo é garantido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE