Manifestação

Servidores do SLU protestam contra programa do governo

Servidores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) exigem opção de seguir a carreira na empresa ou de aderirem ao programa de Políticas Públicas e Gestão Governamental (PPGG)

Pedro Marra
postado em 11/11/2021 14:44 / atualizado em 11/11/2021 17:16
Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local -  (crédito: Edis Henrique Peres/CB/D.A Press)
Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local - (crédito: Edis Henrique Peres/CB/D.A Press)

Um grupo de servidores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) fez um protesto, na manhã desta quinta-feira (11/11), próximo à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) contra a inclusão no programa de Políticas Públicas e Gestão Governamental (PPGG), do governo local. O argumento dos manifestantes é de que irão perder o plano de carreira em que passaram no SLU.

Os trabalhadores destacam que a chance de melhorias e benefícios, se inseridos nas PPGG, são escassas. Dessa forma, eles têm a opção de seguir no Serviço de Limpeza Urbana ou migrar para o Programa de Políticas e Gestão Governamental, sugestão dada pelo presidente da CLDF, Rafael Prudente.

O PPGG determina que haja uma Gratificação de Atividade de Vigilância Sanitária (GAV) oficializada pela Lei nº 3.351 de 2004, devida aos servidores das carreiras: Administração Pública do DF e Conservação e Limpeza Pública do Quadro de Pessoal do SLU, lotados e em exercício na Subsecretaria de Vigilância à Saúde da Secretaria de Saúde (SES).

Segundo o secretário geral da Associação Recreativa e Cultural dos Servidores de Limpeza Urbana do DF (ASLU), Luiz Carlos Figueiredo da Silva, a categoria também pede ao governo a ampliação de carga horária de 260 servidores de 30 horas para 40 horas semanais para suprir as demandas.

"Estamos tendo uma deficiência mensal de 20 a 25 aposentados. A associação e o Sindser se juntaram para que o governo estendesse as 40 horas desses servidores para ganharmos mais carga horária e suprirmos esses que estão se aposentando. Dá um total de quase 300 a 250 pessoas por ano que entram na aposentadoria. Atualmente, temos cerca de 800 servidores”, afirma o secretário geral da ASLU.

Luiz adianta que após a categoria procurar o presidente da CLDF, o próximo passo é levar a discussão para o Executivo local. “Já procuramos o diretor de limpeza do SLU, que nos recebeu, mas com a aprovação oficial em assembleia. Vamos buscar todos os órgãos competentes para mostrar a vontade dos servidores”, complementa.

 

Contrária à mudança para a proposta do governo, a servidora administrativa que trabalha desde 1993 no SLU, Jacira Maria da Silva, 28, explica que os servidores exigem a opção de escolherem seguir no serviço ou aderir ao PPGG.

“A nossa carreira é essencial, e é do Estado, que faz a fiscalização que está no contrato. Não tenho a intenção de ir para o PPGG, porque é uma carreira que não tem futuro. E o governo não tem nenhum projeto para essa carreira. Era só ceder o servidor para alguns órgãos de gestão governamental de políticas públicas. Por exemplo, se não servir para o SLU, vai para Polícia Civil”, analisa a protestante.

A reportagem entrou em contato com o SLU para questionar sobre se houve adoção de procedimentos em prol da categoria. Por meio de nota, a empresa informou que a proposta de mudança de carreira faz parte de uma discussão interna do Sindiser com o Sindicato dos Servidores Públicos Civis da Administração Direta, Autarquias, Fundações e Tribunal de Contas do Distrito Federal (Sindireta).

"Inclusive, há controvérsia dentro da própria carreira pela adesão. Não existe, portanto, a possibilidade de responder aos questionamentos, já que não há nenhuma previsão concreta dessa mudança acontecer ou iniciar", afirmou o SLU.

A assessoria de imprensa do presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente, também foi procurada para tratar do assunto, mas o representante da CLDF está em reunião e deve atender o Correio ainda nesta quinta-feira. O espaço segue aberto para posicionamentos.

  • Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local
    Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local Edis Henrique Peres/CB/D.A Press
  • Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local
    Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local Edis Henrique Peres/CB/D.A Press
  • Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local
    Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local Edis Henrique Peres/CB/D.A Press
  • Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local
    Servidores do SLU se manifestaram perto da CLDF contra proposta de carreira do governo local Edis Henrique Peres/CB/D.A Press

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE