Crime

Homem é morto após agressão no Guará

Segundo CBMDF, ele apresentava perfurações no tórax

Correio Braziliense
postado em 21/11/2021 10:05
 (crédito: Wallace Martins/Esp.CB/DA.Press)
(crédito: Wallace Martins/Esp.CB/DA.Press)

Um homem, que aparentava ter 25 anos, foi morto após uma agressão no Guará 2, no último sábado (20/11). Segundo informações do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF). A corporação foi acionada por volta das 23h30.

Ao chegar no local, na QE 40, encontrou o homem, não identificado, que havia sido atingido por arma branca e apresentava perfurações no tórax e ausência de sinais vitais. A morte foi confirmada ainda no local.

O Corpo de Bombeiros atendeu a ocorrência, empregando uma viatura e três militares. O local ficou aos cuidados da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

Homem dá facada de peixeira em vendedor

Um homem, identificado como William Fernando, foi preso na tarde da última sexta-feira (19/11), por tentativa de homicídio. A agressão aconteceu por volta das 14h20, na EQNP 14/18, no Setor P Sul da Ceilândia.

William atacou um vendedor autônomo de 37 anos com uma peixeira. Ao ser esfaqueada, a vítima ficou ferida no braço e na perna e foi socorrida e levada para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC). 

Segundo depoimento do vendedor de frutas, o agressor estaria cismado de que estava sendo "encarado" pela vítima. 

A polícia confirmou a autoria do crime a partir do registro de imagens das câmeras instaladas no Bar do Geladão, nas imediações do crime.

Na ocorrência do flagrante, a polícia detalha que chegou a William por meio de um grupo de WhatsApp da comunidade. Um parente do agressor auxiliou no cerco à casa de William. Depois de ter alta do atendimento no HRC, a vítima colaborou na identificação. A faca, ainda suja de sangue, foi encontrada na casa da namorada de William, identificada como Daniela.

Na 23ª Delegacia de Polícia, William confirmou envolvimento com entorpecentes. A peixeira usada na tentativa de homicídio foi apreendida.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE