Atração

Brasília Iluminada: projeto gera emprego e renda para famílias do DF

De acordo com a Companhia de Planejamento do Distrito Federal, 266 mil pessoas terminaram 2021 desempregadas. O Correio ouviu os ambulantes que encontraram no Brasília Iluminada uma saída para aumentar a renda familiar

Rafaela Martins
postado em 09/01/2022 06:00
 (crédito: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
(crédito: Carlos Vieira/CB/D.A Press)

Como prometido, o projeto Brasília Iluminada gerou 6,8 mil empregos formais e informais na capital federal. A estrutura natalina inaugurada em 22 de dezembro tem atraído turistas, moradores do entorno e pessoas que precisam garantir a renda mensal. Ao longo do Eixo Monumental, vendedores ambulantes encontraram uma esperança de reforçar a renda familiar para viver com dignidade.

É o caso do comerciante Rafael Alencar, 27 anos, que dá continuidade à história de sua família por meio de um carrinho de pipocas. Neto do "seu" Israel — que começou a trabalhar na porta do Hospital Santa Lúcia em 1970 e hoje é substituído por filhas e netos em seu ponto —, Rafael também já alcançou fama pelas vendas no Setor Hospitalar Sul. Ele está no trabalho informal há sete anos, mas garante que isso traz o sustento necessário. Com o baixo movimento do fim de ano, Rafael contou ao Correio que está usando a seu favor a proposta criada pela administração para estimular o comércio na cidade.

"Por aqui, a circulação de pessoas é grande, eu até pensei que seria menor por conta da chuva, mas está bom. E não é só no fim de semana, até em dia de semana tem enchido. Por isso, estou aqui todo dia, e quando começa a chover, a gente espera um pouco e volta para trabalhar, nada de desespero. Normalmente, vendo pipoca no setor hospitalar, mas, nesta época, o lucro cai. Isso aqui me salvou, graças a Deus", declarou. 

Quem passa pelo Brasília Iluminada tem a oportunidade de comprar pipoca doce, salgada e recheada com leite ninho na barraquinha do Rafael. O preço varia entre R$ 5 e R$ 15, pois depende da quantidade que o cliente vai escolher. Morador do Recanto das Emas, ele é um dos 40.369 brasilienses que trabalham de modo informal, segundo dados do Governo do Distrito Federal (GDF).

Não dá para conhecer 415.770 m² de área enfeitada sem fazer uma pausa para o lanche. Acompanhado de amigos e familiares, Daniel Araújo, 41, conversou com a reportagem sobre a experiência de visitar o projeto pela segunda vez. "Eu vim ano passado, e agora decidi voltar, porque está bem diferente. É um roteiro legal para quem mora aqui e para quem vem de fora. Como vim na primeira edição, fiquei com vontade de conhecer a segunda. Estou com minha esposa, dois filhos, um sobrinho e parentes que vieram do Rio de Janeiro", contou Daniel.

Esperança

Moradora do Gama, a jovem Érica Batista, 27, não desiste de correr atrás dos sonhos. Ela administra quatro barracas de comida e trabalha das 14h à 1h da madrugada. Quem passa por lá pode comprar maçã do amor, uvas cobertas com chocolate e batata frita, entre outras gostosuras. De acordo com a moça, as vendas estão boas, principalmente nos dias em que a chuva dá uma trégua.

"As vendas estão ótimas, graças a Deus. A gente se inscreve e ganha a licença, então, todo ano, a gente busca trabalhar aqui (eu e minha equipe). Normalmente, eu foco minhas vendas na região do Gama, que é onde moro, e também faço eventos particulares. Além dessa, tenho mais três bancas e coordeno todos os empreendimentos".

Segundo o Sindicato dos Vendedores Ambulantes do Distrito Federal (Sindvamb), 85 comerciantes obtiveram licença da Administração da Secretaria das Cidades para atuar no Brasília Iluminada do dia 22 de dezembro até 20 de janeiro, data prevista para encerrar a estrutura. Além disso, montadores, eletricistas, engenheiros, seguranças e profissionais da limpeza estão entre os contemplados pelas 90 empresas locais contratadas pela Organização da Sociedade Civil responsável, o Instituto de Desenvolvimento Humano, Empreendedorismo, Inovação e Assistência Social (Idheias).

Eixos

Brasilienses e turistas podem visitar a iluminação especial criada para o Natal todas as noites até o fim de janeiro, de forma gratuita ao longo do Eixo Monumental.

O complexo Brasília Iluminada é composto por 11 eixos, sendo que a área Torres e Pórticos marca a entrada da Esplanada dos Ministérios e da Praça do Buriti com sinos cenográficos que remetem ao anúncio do nascimento de Jesus, representando o começo de uma nova era.

Um dos espaços mais visitados é o Brasília Encantada, que é composto por uma imitação do Lago Paranoá, em um grande espelho d'água, e o Eixo Central (que remete ao desenho de um avião). Esse eixo foi instalado nas coordenadas geográficas centrais do Distrito Federal.

O Quadrante dos Presentes é uma área com 10 caixas que possui efeitos especiais de luzes, fumaça e neve, gerando uma experiência sensorial. Já o Espaço Luz é uma atração com velas gigantes que formam um castiçal com mais de mil girassóis que representam a felicidade, a lealdade, o entusiasmo e a vitalidade. Sessenta árvores de LED cenográficas compõem o eixo Árvore Sonho e Realidade, com destaque para a Árvore Monumental de 32 metros de altura.

No Complexo do Buriti, uma árvore de MDF estilizada com palavras-chaves do projeto é o centro da praça, que possui mangueiras revestidas de microlâmpadas. A fachada do Edifício Anexo abriga o painel de LED, onde são exibidos vídeos natalinos. Há também shows que ocorrem no Céu de Brasília, palco localizado entre a Praça do Cruzeiro e a Catedral Rainha da Paz.

Já o Espaço Solidariedade é uma área montada para receber doações para campanhas sociais, por meio de brinquedos, roupas, alimentos, agasalhos, lixo eletrônico, entre outros itens. O Espaço Artesanato abriga containers ocupados por 60 artesãos que se revezam a cada noite para apresentar suas peças.

Na Luz do Mundo, um presépio interativo remete ao nascimento do menino Jesus, com a chegada dos pastores e a presença dos reis magos. Por último, o décimo primeiro eixo representa o Trenó Luz, um trio elétrico com a presença do Papai Noel,que visitou as 33 regiões administrativas.

 

  •  22/12/2021. Crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press. Brasil.  Brasilia - DF. Cidades. Inauguração da iluminação de Natal do Brasília Iluminada. Praça do Buriti e Esplanada.
    22/12/2021. Crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF. Cidades. Inauguração da iluminação de Natal do Brasília Iluminada. Praça do Buriti e Esplanada. Foto: Fotos: Minervino Júnior/CB/D.A.Press
  •  22/12/2021. Crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press. Brasil.  Brasilia - DF. Cidades. Inauguração da iluminação de Natal do Brasília Iluminada. Praça do Buriti e Esplanada.
    22/12/2021. Crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF. Cidades. Inauguração da iluminação de Natal do Brasília Iluminada. Praça do Buriti e Esplanada. Foto: Minervino Júnior/CB
  •  22/12/2021. Crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press. Brasil.  Brasilia - DF. Cidades. Inauguração da iluminação de Natal do Brasília Iluminada. Praça do Buriti e Esplanada.
    22/12/2021. Crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press. Brasil. Brasilia - DF. Cidades. Inauguração da iluminação de Natal do Brasília Iluminada. Praça do Buriti e Esplanada. Foto: Minervino Júnior/CB/D.A.Press
  •  A instalação com luzes e reprodução de temas de Natal contou com investimento de R$ 14 milhões e está dividida em 11 eixos
    A instalação com luzes e reprodução de temas de Natal contou com investimento de R$ 14 milhões e está dividida em 11 eixos Foto: Carlos Vieira/CB
  •  30/12/2021 Crédito: Carlos Vieira/CB. Brasilia Iluminada. Esplanada dos Ministérios.
    30/12/2021 Crédito: Carlos Vieira/CB. Brasilia Iluminada. Esplanada dos Ministérios. Foto: Carlos Vieira/CB
  • Daniel Araújo levou a meninada para conferir a atração. É o segundo ano que ele visita o espaço preparado para o fim de ano
    Daniel Araújo levou a meninada para conferir a atração. É o segundo ano que ele visita o espaço preparado para o fim de ano Foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press
  • Érica Batista - vendedora - Brasília Iluminada
    Érica Batista - vendedora - Brasília Iluminada Foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press
  • Rafael Alencar, pipoqueiro - Brasília Iluminada
    Rafael Alencar, pipoqueiro - Brasília Iluminada Foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE