Crime

Mulher é condenada por esfaquear moça que conversava com ex

Identificada como Dayanne Da Silva, a autora do crime cumprirá sete anos em regime semiaberto pela agressão. Vítima, que conversava com o rapaz numa distribuidora de bebidas, conseguiu fugir. O crime ocorreu em Ceilândia.

Rafaela Martins
postado em 12/01/2022 19:58 / atualizado em 12/01/2022 21:32
 (crédito: Divulgação/PMDF)
(crédito: Divulgação/PMDF)

O Tribunal do Júri de Ceilândia condenou Dayanne da Silva Dias a sete anos de prisão, por tentar matar com golpes de faca uma mulher que conversava com seu ex-namorado em um estabelecimento comercial. A sentença foi proferida na terça-feira (11/1), e a moça cumprirá a pena em regime semiaberto.

O crime ocorreu na noite do dia 17 de junho de 2018, no interior de uma distribuidora de bebidas, em Ceilândia Norte, onde ocorria um evento de forró. A vítima não foi atingida de forma letal e conseguiu fugir após o ataque.

Segundo o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), a tentativa de homicídio teve motivação “futil”, devido ao sentimento de posse que Dayanne tinha em relação ao ex-companheiro, que só estava conversando com a vítima.

Além disso, a iniciativa ocorreu por meio de recurso que dificultou a defesa da vítima, uma vez que a agressão foi inesperada.

O juiz presidente do Júri, Tiago Pinto Oliveira, disse que a tentativa foi cruenta (cruel), "visto que a vítima foi lesionada. Apesar disso, não houve tecnicamente perigo de morte”. A condenada poderá recorrer da sentença em liberdade.

Com informações do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE