Acidente de Trânsito

Motorista que atropelou e matou jovem no DF tem mais duas ocorrências de trânsito

Matheus Menezes estava desaparecido desde domingo passado (16/1), após sair da casa da namorada, em Águas Claras. Somente neste sábado (22/1) ele foi identificado. Em entrevista ao Correio, Vinícius Couto contou a própria versão do caso

Darciane Diogo
postado em 23/01/2022 17:35 / atualizado em 23/01/2022 17:36
 (crédito: Redes Sociais/Reprodução)
(crédito: Redes Sociais/Reprodução)

Acusado de atropelar e matar um jovem, de 25 anos, no Guará 2, Vinícius Couto Farago, 30, acumula outras duas ocorrências policiais de trânsito. Gerente de uma loja de gás na região, Vinícius concedeu entrevista ao Correio e deu a versão do ocorrido. Matheus Menezes foi dado como desaparecido desde o domingo passado (16/1), dia do acidente, mas somente neste sábado (22/1), foi identificado pela família.

O acidente ocorreu no domingo passado, por volta das 23h30. Uma testemunha relatou à polícia que lanchava em uma hamburgueria do Guará, quando uma mulher passou de carro e avisou que um Fusca branco estava estacionado na QE 40 após se envolver em um atropelamento de pedestre. Ainda em depoimento, a testemunha relatou que o motorista havia fugido sem prestar socorro e estaria em uma distribuidora de bebidas. Vídeo obtido com exclusividade pelo Correio mostra o autor segurando uma garrafa de bebida e saindo à pé, em direção à QE 28.

Vinícius também é morador do Guará e, em entrevista, contou que se apresentou na delegacia e tentou buscar informações sobre a vítima. “Me coloquei à disposição tanto da DP, quanto do hospital para qualquer coisa’. Questionado sobre o motivo de ter fugido do local do acidente, o gerente afirmou que sentiu medo. “No momento, fiquei assustado, com medo de ser linchado porque veio um pessoal correndo e, por isso, fugi”, esclareceu.

Segundo Vinícius, ele não havia ingerido bebida alcoólica antes do atropelamento. Ainda em entrevista, disse que não conhecia a vítima, apenas o irmão de Matheus. O caso é investigado pela 4ª Delegacia de Polícia (Guará).

Ocorrências

O Correio apurou que Vinícius tem duas ocorrências por trânsito. A primeira foi em 2017, em que ele estava como passageiro em um veículo. Na ocasião, o carro foi abordado pela PMDF por estar em alta velocidade e Vinícius teria desacatado, resistido e desobedecido os policiais. A outra ocorrência foi no ano passado, em que Vinícius recebeu uma notificação por som alto e por estar sem o cinto de segurança.

O gerente também faz parte de um grupo de carros rebaixados. A página no Instagram acumula 1,3 milhões de seguidores. Em uma das postagens, o mesmo carro envolvido no acidente, um Fusca branco, aparece nas fotos.

Saudades

Matheus era conhecido pelo bom humor. Sempre alegre, o jovem fez grandes amizades na escola onde estudou durante todo o ensino médio, o Centro Educacional 3 do Guará. Em uma postagem, um dos colegas lamentou. “Vai com Deus, meu irmão. Vindo de você só consigo ter lembranças boas. Qualquer dia vamos dar aquela risada juntos. O céu certamente está em festa”, escreveu.

 

Jovem morre atropelado no Guará; motorista fugiu sem prestar socorro
Jovem morre atropelado no Guará; motorista fugiu sem prestar socorro (foto: Material cedido ao Correio)

O jovem foi sepultado neste domingo, às 11h, no Cemitério Campo da Esperança da Asa Sul.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE