Turismo

Arredores de Brasília e cidades vizinhas ao DF são refúgios para o carnaval

Sem possibilidade de "cair na folia", brasiliense tem recantos de tranquilidade como opção para o feriado. A Chapada dos Veadeiros e Pirenópolis, em Goiás, e o Lago Oeste, no DF são exemplos de recantos ideais para relaxar

Júlia Eleutério
Marilene Almeida*
postado em 22/02/2022 06:00
Pousada Villa Tereza em Alto Paraíso de Goiás -  (crédito: Arquivo Pessoal)
Pousada Villa Tereza em Alto Paraíso de Goiás - (crédito: Arquivo Pessoal)

Carnaval é época folias, festas de rua, fantasias e muita diversão. Porém, com a chegada do coronavírus, em 2020, e o avanço da variante ômicron no início deste ano, muitos brasilienses estão trocando os agitos do mês de fevereiro por dias de descanso em pousadas e casas de temporada nas proximidades da capital federal, buscando um refúgio seguro para aproveitar o feriado prolongado.

A cerca de 230km de Brasília, um dos destinos favoritos dos brasilienses é a Chapada dos Veadeiros (GO). Na região, a cidade de Alto Paraíso de Goiás oferece uma variedade de hospedagens para quem deseja curtir o carnaval em contato com a natureza e com as famosas cachoeiras, mantendo o distanciamento e os cuidados necessários para combater a covid-19.

Em meio à pandemia, o empresário e proprietário Fábio Rezende, 38 anos, inaugurou a Pousada Villa Tereza em dezembro de 2020. O local mantém as medidas restritivas impostas pelas autoridades sanitárias, mas continua recebendo os hóspedes. Com capacidade máxima de 30 pessoas, todas as oito suítes já estão reservadas para o feriado. "Na pousada, continuamos a seguir os protocolos da covid, mantendo o distanciamento. Nossas suítes possuem entradas individuais e varandas privativas, o que torna a pousada um ótimo refúgio para quem quer privacidade, segurança e que não deixa os cuidados de lado", ressalta Fábio.

O dono da pousada conta que as expectativas são sempre ótimas para os períodos de feriados, principalmente porque os visitantes de Brasília e de outros estados, buscam a região para conhecer os atrativos como Vale da Lua, Cachoeira do Segredo e o Parque Nacional. "As expectativas são as melhores. A procura tem sido muito grande para o feriado, como no ano passado. Acreditamos que mesmo com a pandemia, muitas pessoas querem fugir um pouco da rotina e procuram lugares ao ar livre para curtir com mais tranquilidade", destaca o proprietário, que está com todas as suítes reservadas desde o início do mês.

Outra cidade turística amada pelos brasilienses é Pirenópolis (GO). Com um centro histórico famoso e uma rua só de restaurantes e bares, o local também é refúgio para quem procura calmaria, devido aos casos de covid-19. Embora seja impossível evitar alguma aglomeração nas ruas, os proprietários de pousadas e donos de estabelecimentos comerciais garantem os cuidados necessários para proteger os turistas.

Wagner Miranda, 42, é dono da pousada Vila Colonial, que fica pertinho da histórica Igreja do Bonfim. São apenas 800 metros de distância. A pousada oferece acomodações com piscina ao ar livre e um belo jardim. "Estamos seguindo todas as medidas do protocolo de segurança sanitária, como o uso obrigatório de máscara, álcool 70% e distanciamento. Nós agendamos os quartos, por isso, não há perigo de superlotação", afirma o empresário.

Além da igreja do Bomfim, outros pontos de interesse famosos próximos à acomodação incluem o Museu das Cavalhadas e o Museu da Família Pompeu."Esta é a parte de Pirenópolis que os nossos hóspedes mais gostam, de acordo com avaliações independentes", finaliza Wagner.

Nova experiência

O Lago Oeste é a opção mais nova, e tem conquistado cada vez mais turistas. Referência em agrofloresta e com uma diversidade de opções de lazer e de gastronomia, fica a apenas 30 minutos de Brasília. Próxima do Parque Nacional, a região dá acesso a trilha que leva à cachoeira Poço Azul, proporcionando uma vivência junto à natureza e longe do barulho do centro da capital.

Conhecido na região, o Recanto Maria Flor oferece uma experiência diferente para os moradores da capital. A chácara fica suficientemente afastada para dar a "sensação de sair da cidade grande" e encontrar um lugar de sossego. Com capacidade máxima de 10 ocupantes, a casa pode ser alugada através de um aplicativo de reservas ou pelo site do local.

"A casa já está alugada há um tempo para o Carnaval, mas a gente tem uma atração na chácara que é o Balancéu, um balanço gigante aberto para o público durante o carnaval", comenta o proprietário do espaço Marcus Vinícius Heusi, 63 anos. O balanço precisa ser reservado conforme horário e quantidade de pessoas. As informações estão disponíveis no site do recanto. "Além de a gente ter a atração do Balancéu, o Lago Oeste oferece muitas opções de lazer como turismo pedagógico, cachoeiras, trilhas e produção de queijo de cabra. Nós disponibilizamos bicicletas para as pessoas andarem pela região", completa o dono.

Construído em 1998, o recanto começou a receber hóspedes em 2017 e não deixou de funcionar com a chegada do coronavírus. "A gente segue todas as recomendações de higienização. Assim que sai um hóspede, a gente deixa a casa arejar e faz a faxina no ambiente. Não tivemos nenhum caso, até onde sabemos, de alguém ter pego covid-19 lá, ou que tenha ido com a doença para a casa", conta Marcus, acrescentando que, na pandemia, a procura de pessoas que vivem em Brasília e em Goiânia, foi maior. Antes de 2020, a chácara recebia mais turistas estrangeiros.

*Estagiária sob a supervisão de Layrce de Lima.

 

  • Pousada Villa Tereza em Alto Paraíso de Goiás tem piscina de borda infinita
    Pousada Villa Tereza em Alto Paraíso de Goiás tem piscina de borda infinita Foto: Arquivo Pessoal
  • Piscina para antes ou depois das cachoeiras de Alto Paraíso
    Piscina para antes ou depois das cachoeiras de Alto Paraíso Foto: Arquivo Pessoal
  • Paisagem da Chapada dos Veadeiros encanta os visitantes
    Paisagem da Chapada dos Veadeiros encanta os visitantes Foto: Arquivo Pessoal
  • Recanto de Maria Flor no Lago Oeste
    Recanto de Maria Flor no Lago Oeste Foto: Arquivo Pessoal
  • Trilhas permitem descobrir recantos apaixonantes
    Trilhas permitem descobrir recantos apaixonantes Foto: Arquivo Pessoal
  • Depois de um dia de caminhadas e brincadeiras, o aconchego ao redor da fogueira
    Depois de um dia de caminhadas e brincadeiras, o aconchego ao redor da fogueira Foto: Arquivo Pessoal
  • O visual estonteante convida para um descanso na rede da sacada e um bom papo
    O visual estonteante convida para um descanso na rede da sacada e um bom papo Foto: Nico Chaves
  • Para conhecer o Balancéu, no Recanto Maria Flor, é preciso agendar horário com antecedência
    Para conhecer o Balancéu, no Recanto Maria Flor, é preciso agendar horário com antecedência Foto: Nico Chaves
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE