COLABORAÇÕES

Trio de grafiteiros faz vaquinha para ir a encontro de arte urbana em Bogotá

Evento City Meeting ocorre em março, na capital da Colômbia. Grupo de grafiteiros de Brasília e do Entorno recebeu convite para participar, mas pede contribuições para arcar com custos das passagens aéreas

Rafaela Martins
postado em 23/02/2022 22:12 / atualizado em 23/02/2022 22:13
Fernanda, Marcos Vinícius e Ramon produzem arte urbana nas ruas do DF e do Entorno -  (crédito: Reprodução/Arquivo pessoal)
Fernanda, Marcos Vinícius e Ramon produzem arte urbana nas ruas do DF e do Entorno - (crédito: Reprodução/Arquivo pessoal)

A arte pode levar Fernanda Barreto, Ramon Andrade e Marcos Vinícius Morais para uma viagem de 6.827 quilômetros de distância. No próximo mês, a capital da Colômbia, Bogotá, sediará o encontro de arte urbana e grafite City Meeting, mas os custos além do que o trio pode pagar. 

Artista visual, Fernanda, 34 anos, é uma das pioneiras da cena feminina do grafite no DF. Com desenhos coloridos, fortes e com um toque de diversão, a moradora da Asa Norte trabalha temas como a natureza e o feminino, em ilustrações, aquarelas e mandalas. O gnomo é um dos símbolos que marcam a identidade de Fê8 — pseudônimo que usa como assinatura.

"Minhas expectativas são de fazer um intercâmbio cultural, aprender sobre a arte urbana da Colômbia e levar um pouco do Brasil para lá, conhecer artistas, principalmente o trabalho de artistas mulheres e fazer redes para possíveis trocas futuras. Gosto muito das culturas latino-americanas e acho que essa é uma oportunidade incrível", conta Fernanda. 

Ramon, 33, teve o primeiro contato com a arte urbana por meio do grafite, em 2013, no município de Luziânia (GO). Neste ano, recebeu o Prêmio Fundo de Apoio à Cultura (FAC) Brasília 60 pelas ações desenvolvidas no decorrer da carreira. Atualmente, o artista visual concilia a produção artística com a gravação do podcast quinzenal Salve os muros.

"Esses encontros de grafite, além de possibilitarem a exposição de nosso trabalho em outra cidade, visam promover o intercâmbio entre artistas e possibilita conhecer os trabalhos de diversas pessoas de outros países", comenta o grafiteiro, conhecido como Ramon Phantom.

Marcos Vinicius Moraes, 31, que assina os trabalhos como Musgo, iniciou a carreira na arte urbana aos 19 anos. Atualmente, pretende deixar uma marca por onde passa. Morador do Novo Gama (GO),o artista desenha personagens que via nas séries animadas e em letreiros que chamavam atenção desde a infância.

"Com estilo diferenciado, misturo o freestyle ("estilo livre", em tradução do inglês), o throw-up (formas arredondadas e sem preenchimento) e o wildstyle (estilo com intersecção de formas), sempre incorporando o estilo cartoon (de desenho animado) que curto desde criança. E o nome Musgo vem de uma metáfora sobre o fenômeno natural que colore tanto paisagens da natureza quanto de lugares abandonados, dando vida e cor a esses locais. Assim como o grafite, que transforma", detalha Marcos.

Como ajudar?

Apesar de o evento internacional custear alimentação e estadia durante os três dias de duração, o pacote oferecido pela organização não inclui passagem aérea. Por isso, o trio está pede colaborações e tem promovido ações para levantar a quantia necessária à viagem.

Interessados podem comprar uma rifa dos trabalhos artísticos por meio das contas @musg1 e @ramonphanton, no Instagram. Além disso, o trio recebe contribuições pelo PIX salveosmuros1@gmail.com.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE