Preventiva

Gabriel Luiz: agressor de jornalista será transferido para a Papuda

Jornalista continua internado e agressor teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pelo TJDFT. José Felipe Leite Tunholi é suspeito de esfaquear o jornalista Gabriel Luiz na quinta-feira (14/4)

Ana Luisa Araujo
Pablo Giovanni*
postado em 18/04/2022 05:52 / atualizado em 18/04/2022 12:39
 (crédito: Reprodução/ redes sociais)
(crédito: Reprodução/ redes sociais)

O Tribunal de Justiça do DF converteu em preventiva a prisão de José Felipe Leite Tunholi, 19 anos, suspeito de esfaquear o jornalista Gabriel Luiz, da TV Globo, na quinta-feira (14/4). Ouvido em audiência de custódia na manhã de ontem, Tunholi será transferido para o Complexo Penitenciário da Papuda, por tempo indeterminado. A Polícia Civil não divulgou a data da audiência de custódia do adolescente de 17 anos também envolvido no crime. O suspeito permanece recolhido no Núcleo de Atendimento Integrado (NAI), ligado à Subsecretaria de Políticas para Crianças e Adolescentes.

Tunholi foi identificado cerca de 20 horas após o crime. O outro suspeito de participar do ataque, um adolescente de 17 anos, foi apreendido duas horas antes. Gabriel Luiz segue internado no Hospital Brasília, no Lago Sul. Parentes informaram que ele passou a noite "menos agitado" e dormiu melhor. O jornalista, de 28 anos, passou por quatro cirurgias no Hospital de Base. O servidor público aposentado Wilton Luiz Araújo, pai de Gabriel, informou que ainda não há previsão de alta do filho. "O quadro ainda é grave, mas aos poucos, ele está melhorando e tendo uma boa recuperação", disse.

Ainda segundo Wilton, Gabriel está estável, lúcido e consciente e, inclusive, já conversa. Internado desde a última sexta-feira, o jornalista está se alimentado por meio de sonda, mas foi submetido a novos exames na manhã de ontem para avaliar a liberação de dieta líquida.

Gabriel Luiz foi atacado por dois indivíduos no fim da noite de quinta-feira, próximo ao condomínio onde mora, no Sudoeste. Foram 10 facadas, desferidas no pescoço, abdômen e na perna esquerda. Cerca de 20 horas depois da tentativa de latrocínio, a Polícia Civil identificou e capturou os dois suspeitos de autoria do crime. Segundo a polícia, o jornalista foi vítima de tentativa de latrocínio.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE