ELEIÇÕES 2022

Ibaneis: "Entre Bolsonaro e Lula, devo caminhar com Bolsonaro"

Em entrevista ao programa CB.Poder, Ibaneis destacou a boa relação que tem com Bolsonaro e afirmou que estará lado a lado do presidente na disputa eleitoral

Thays Martins
postado em 19/04/2022 14:26 / atualizado em 19/04/2022 14:44
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A.Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A.Press)

O governador Ibaneis Rocha (MDB) reafirmou, nesta terça-feira (19/4), o apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). Ibaneis destacou a boa relação que tem com Bolsonaro e afirmou que estará lado a lado do presidente na disputa eleitoral.

  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB
  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB
  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB
  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB
  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB
  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB
  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB
  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB
  • Entrevista do governador Ibaneis Rocha ao programa CB.Poder Ed Alves/CB/D.A.Press
  • Entrevista do governador Ibaneis Rocha ao programa CB.Poder Ed Alves/CB/D.A.Press
  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB
  • Ibaneis Rocha no CB.Poder em 19 de abril de 2022 Ed Alves/CB

"Não tenho o que reclamar. Eu não sou íntimo dele. Trato com respeito, mas conseguimos avançar em vários temas com recursos federais. Temos um bom relacionamento", destacou em entrevista ao programa CB.Poder, uma parceria da TV Brasília com o Correio Braziliense.

Ibaneis também destacou que os partidos da base dele apoiam Bolsonaro. Apesar de o MDB, partido ao qual o governador do Distrito Federal é filiado, já ter indicado a senadora Simone Tebet como pré-candidata ao Planalto, Ibaneis destacou que ela não tem força para chegar a um segundo turno. "Sou fã da Simone. Ela é muito preparada, mas sabemos que no momento político ela não conseguiu galgar espaço como terceira via", disse.

Por isso, Ibaneis deixou claro que, em um eventual segundo turno entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Bolsonaro, que polarizam as pesquisas de intenção de voto, o apoio dele será para o atual presidente. "Ele vai ter palanque aqui no DF sem problema nenhum. O MDB é regionalizado. O Norte e Nordeste é mais próximo do Lula. No Centro-Oeste, Sul e Sudeste, tem um alinhamento mais à direita. Na divisão entre PT e Bolsonaro, o PT certamente não estará comigo", disse. "Se houver um segundo turno, vou ter que avaliar a situação. Entre Bolsonaro e Lula, devo caminhar com Bolsonaro", completou.

Apesar disso, o pré-candidato ao governo do DF disse que independentemente de quem for eleito para a Presidência da República, tentará manter uma boa relação. "Não adianta ficar nessa briga entre A e B. Qualquer dos presidentes eleitos eu vou buscar ter uma boa relação", disse.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE