Operação

Polícia Civil mira grupo que assaltava lojas de celulares no DF; veja vídeo

Na manhã desta quinta-feira (5/5), policiais civis da 19ª Delegacia de Polícia (P Norte) cumprem três mandados de prisão preventiva contra assaltantes. O grupo esteve envolvido em um roubo nas Lojas Americanas, em Ceilândia

Darcianne Diogo
postado em 05/05/2022 07:00
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) cumpre, na manhã desta quinta-feira (5/5), três mandados de prisão preventiva contra um grupo de assaltantes que rendeu e ameaçou funcionários das Lojas Americanas, em Ceilândia, e roubou 63 celulares. Imagens do circuito interno de segurança do estabelecimento registraram a ação dos criminosos.

O assalto ocorreu em plena luz do dia, em 27 de dezembro do ano passado. Um dos integrantes do grupo, que veste blusa verde, entra na loja, questiona algo ao vendedor e observa o movimento da loja. Em seguida, ele sai, enquanto os outros dois criminosos chegam

Um deles entra com mochila e se disfarça vestindo uma roupa de vigilante, e outro estava de jaqueta preta e boné. O rapaz de camisa verde retorna à loja e finge falar ao celular para não chamar a atenção, enquanto caminha pelos corredores. Posteriormente, as câmeras flagram o trio caminhando em direção ao fundo da loja, onde rendem um funcionário e anunciam o assalto. “Logo depois, eles vão na frente do estabelecimento e abordam um outro funcionário, que está sentado. Outras duas clientes também foram rendidas”, detalhou o delegado-adjunto da 19ª Delegacia de Polícia (P Norte), Thiago Peralva. O grupo sai do comércio levando um total de 63 aparelhos telefônicos dentro de bolsas. Ao final, um deles ainda tenta carregar uma televisão, mas desiste e corre.


Modus operandi


As investigações revelaram que os assaltantes empregavam o seguinte modus operandi para cometer crimes: eles roubavam veículos e usavam os carros para assaltar lojas que vendiam celulares.

“No decorrer das investigações, ficou evidenciado que esses três autores faziam parte de um grupo de criminosos que também assaltou uma loja revendedora de uma empresa de telefonia, em fevereiro deste ano, também localizada em Ceilândia”, frisou o delegado. O grupo também é investigado em outros crimes similares ocorridos em Samambaia e Sobradinho. Durante as investigações a equipe policial conseguiu recuperar parte dos aparelhos roubados.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE