Acidente

Cinco crianças são atropeladas em Ceilândia; três estão em estado grave

Ao todo, cinco crianças com idades entre 4 e 11 anos foram atropeladas. Corpo de Bombeiros e Polícia Militar foram acionados para o atendimento

Correio Braziliense
postado em 22/05/2022 15:34 / atualizado em 22/05/2022 21:23
 (crédito: Reprodução/Redes Sociais)
(crédito: Reprodução/Redes Sociais)

Cinco crianças foram atropeladas, na tarde deste domingo (22/5), na Via P2 Norte, em Ceilândia Norte. Segundo informações do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF). Três delas, em estado grave, foram transportadas ao Hospital de Base. De acordo com os bombeiros, as crianças têm idades entre 4 e 11 anos. A princípio, a corporação informou que as outras duas crianças estavam conscientes e orientadas e apresentavam apenas escoriações.

  • Motorista fugiu do local mas foi capturado por testemunhas Carlos Vieira/CB
  • Três estão em estado grave Carlos Vieira/CB
  • Vítimas têm entre 4 e 12 anos Carlos Vieira/CB
  • Crianças estavam na faixa de pedestres Carlos Vieira/CB
  • Crianças atropeladas em faixa de pedestres de Ceilândia Carlos Vieira/CB
  • Crianças atropeladas em faixa de pedestres de Ceilândia Carlos Vieira/CB

Ao todo, cinco equipes, entre bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foram encaminhadas ao local para transportar as crianças para o hospital.

Laudo emitido pelo Instituto de Medicina Legal (IML) constatou que o motorista estava alcoolizado. De acordo com informações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o responsável pelo atropelamento tentou fugir sem prestar socorro. Os militares tiveram que intervir, pois pessoas que testemunharam a cena tentaram agredi-lo. Ele foi preso.

“O condutor informou ter ingerido uma dose de uísque pela manhã e, ao tentar fugir, foi contido tanto pelos populares quanto pelos policiais, que evitaram uma situação mais grave de linchamento”, explica Gustavo Barboza, Tenente do 8º Batalhão de Polícia Militar.

A Polícia Civil ainda aguarda colher imagens de câmeras de segurança do local para divulgar a versão oficial da dinâmica do acidente. De acordo com moradores da região, no entanto, as crianças fizeram a devida sinalização para atravessar a rua. Quando motoboys pararam, elas deram início à travessia, todas juntas e de mãos dadas. Em seguida, foram atingidas pelo veículo que veio pela pista da esquerda e não parou.

Segundo o tenente, o motorista estava acompanhado de outras duas pessoas, uma que fugiu e um irmão do motorista que foi detido como principal testemunha do crime. Ambos, autor da infração e testemunha, serão ouvidos na 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Norte).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE