Saúde

Covid-19: DF registra mais de 4 mil novos casos positivos em 24 horas

Taxa de transmissão chega a 1,63. De acordo com a Secretaria de Saúde, não foram registradas mortes de ontem para hoje

Renata Nagashima
postado em 08/06/2022 18:39
 (crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O número de casos positivos em decorrência da covid-19 segue crescendo no Distrito Federal. Mesmo com a vacinação — disponibilizada em diversas unidades da Secretaria de Saúde — mais de 4 mil diagnósticos foram notificados nesta quarta-feira (8/6), de acordo com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF).

Com os novos 4.047 casos, a capital federal chegou a marca de 732.023 infectados desde o início da pandemia. Em paralelo ao número de diagnosticados, a taxa de transmissão tem acompanhado o crescimento. Conforme o levantamento da pasta responsável, o número permanece alto e chegou a 1,63 nesta hoje.

A taxa é preocupante, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), pois quando o índice está acima de 1, isso confirma que a pandemia está descontrolada. Neste momento, o dado demonstra que um grupo de 100 pessoas pode infectar outras 163.

Em contrapartida, a Secretaria de Saúde não notificou nenhuma morte em decorrência da covid-19. Ao todo, mais de 11.696 pessoas já perderam a batalha contra o vírus no Distrito Federal.

Em relação às médias móveis — levantamento realizado pelo Correio — a de infecções está em 3.811, o que representa um aumento de 533% em relação a 14 dias. A média móvel de óbitos está em 0,80, o que demonstra uma queda de 73,33% na comparação com o cálculo de 14 dias atrás.

Leitos de covid

Segundo a Secretaria de Saúde do DF, 50,85% dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) destinados ao atendimento de covid-19 estão ocupados. Os leitos do tipo adulto então em 44,44%, pediátrico chegou a 100% de ocupação. Os números de ontem mantêm o mesmo padrão dos últimos dias, segundo os dados do painel InfoSaúde. Atualmente, o DF disponibiliza 36 leitos de UTI para o enfrentamento à pandemia, sendo que 17 estão ocupados e 19 vagos, desses apenas 10 são pediátricos. Na rede particular o número total de leitos é de 138, sendo que 74 estão ocupados e 42 vagos. A taxa de ocupação de leitos adultos está em 64,04% e os pediátricos em 50% na rede privada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE