Cultura

Estações do Metrô ganham painéis de mosaico em celebração a Brasília

Três estações ganham, nesta quarta-feira (15/6), mosaicos da artista plástica Cida Carvalho. Peças ficarão em exposição permanente

Ana Isabel Mansur
postado em 15/06/2022 06:00 / atualizado em 15/06/2022 06:13
Exposição Arte nos Trilhos, com painéis de mosaico, de Cida Carvalho -  (crédito: Vini Bednarzuk/Divulgação)
Exposição Arte nos Trilhos, com painéis de mosaico, de Cida Carvalho - (crédito: Vini Bednarzuk/Divulgação)

Tal qual uma obra de Athos Bulcão, Brasília é um grande mosaico a céu aberto, que congrega, desde a construção, diversas culturas, identidades e caminhos. Para celebrar os 62 anos da cidade, as paredes da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) vão se transformar em galerias de arte.

A partir desta quarta-feira (15/6), as estações Central, 106 Sul e 112 Sul vão receber, cada uma, um mosaico da artista plástica e mosaicista Cida Carvalho, idealizadora da exposição Arte nos Trilhos. A inauguração ocorre hoje, na Estação Central, na Rodoviária do Plano Piloto. Os painéis foram doados ao Metrô-DF e serão exposição permanente. O projeto vai oferecer, sempre na Estação Central, visitação de escolas, até 17 de julho, e rodas de conversas, em 21 de junho.

As obras medem 8m², 12m² e 18m². Os temas vão desde a construção de Brasília à fauna e flora do cerrado. A iniciativa ocorre por meio da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), em parceria com o Metrô-DF, e conta com apoio do Correio Braziliense.

Estrutura

Segundo Cida Carvalho, os objetivos da exposição incluem a doação e a democratização da arte, além de  fomentar a cultura e a economia do DF. "Trabalhamos os aspectos culturais e sociais juntos, um não existe sem o outro. O projeto precisa de estrutura, que gera empregos. Um projeto cultural é muito importante por conta disso, dessa logística toda que exige", reflete a artista.

Kelly Venâncio, coordenadora de Marketing e Eventos do Correio, destaca o papel histórico do jornal na valorização de Brasília. "Fazer parte de iniciativas que fomentem a arte e cultura reforça o nosso propósito como grupo de comunicação e traz uma aproximação genuína com a comunidade", avalia Kelly. 

Ângela Maria da Silva, 55 anos, foi uma das mulheres que participou da confecção de um dos mosaicos. Coordenadora da Central do Movimento Popular e integrante do Coletivo De Mulheres com Deficiência do DF, a aposentada e outras 20 voluntárias cadeirantes se reuniram, em oito sábados, com Cida Carvalho, para produzir duas peças para a obra que será exibida na Estação 112 Sul. "Aprendemos o primor do mosaico, mesmo em pouco tempo. Eu e as meninas nos sentimos muito honradas. Tomara que tenha mais projetos assim, para incentivar as pessoas a produzirem mais arte", torce Ângela Maria.

Programação

Os mosaicos serão permanentes nas estações. As rodas de conversa integram a exposição e acontecem em junho, com participação gratuita e aberta ao público. Confira:

Rodas de conversa

Local: Estação Central (Rodoviária do Plano Piloto)
Dia: 21 de junho (terça-feira)
Temas:

  1. 8h30: A arte em pedras
  2. 10h: Sustentabilidade
  3. 14h: Governança e compliance no Brasil
  4. 16h30: Arte e Cultura na Capital Federal
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE