CB Folia

MPDFT promove campanha contra assédio no carnaval de Brasília

Os promotores do MPDFT estarão no evento e vão distribuir tatuagens, bottons, leques com os os canais da ouvidoria da mulher

MPDFT promove campanha contra assédio no carnaval -  (crédito: MPDFT)
MPDFT promove campanha contra assédio no carnaval - (crédito: MPDFT)
postado em 08/02/2024 21:51

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) promove a campanha “Pedi pra parar, parou! Depois do não, tudo é importunação” para o carnaval de 2024 na capital. Um conteúdo educativo está sendo divulgado nas redes sociais e um material educativo será distribuído nos eventos carnavalescos da cidade por promotores do órgão. 

A Ouvidora das Mulheres do MPDFT, Mariana Nunes, conta que serão distribuídos tatuagens, bottons, leques. “Nesse material, terá os canais da Ouvidoria da Mulher e também preparamos uma carta para os blocos para que eles divulguem nos carros de som que paqueras indesejadas, puxão de cabelo, beijos roubados, passada na mãos, não será admitido no carnaval de 2024”, alerta.

Os representantes dos blocos receberam um ofício do MPDFT com orientações para que fiquem atentos caso presenciem cenas de violência, importunação ou abuso sexual, e que adotem medidas cabíveis, aforecendo acolhimento para a vítima, imediato afastamento do agressor e acionando a Polícia Militar (PMDF).

O procurador distrital dos Direitos do Cidadão, Eduardo Sabo, conta que é tarefa do ministério público que essa festa seja a mais bonita e agregadora possível. “Estaremos presentes em vários dias do carnaval através de vários promotores", conta.

Os canais de denúncias estarão funcionando durante o carnaval. Além dos órgãos de segurança pública, a Ouvidoria das Mulheres do MPDFT também estará de plantão para atendimento a vítimas pelos canais: Whatsapp (61) 99847-7592 e 127 (ligação gratuita).

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação