Vacinação

Pfizer pede autorização de uso emergencial da vacina anticovid em crianças de 5 a 11 anos

O laboratório Pfizer anunciou que apresentou o pedido formal ao governo dos Estados Unidos para o uso emergencial da vacina contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.

Agence France-Presse
postado em 07/10/2021 14:56 / atualizado em 07/10/2021 14:56
 (crédito: Jack Guez/AFP)
(crédito: Jack Guez/AFP)

O laboratório Pfizer anunciou nesta quinta-feira (7) que apresentou o pedido formal ao governo dos Estados Unidos para o uso emergencial da vacina contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.


Muitas crianças foram infectadas pela variante delta do coronavírus e imunizar a população mais jovem é considerado um fator chave para manter as escolas abertas e acabar com a pandemia.


No fim de setembro, Pfizer e BioNTech, que desenvolveram a vacina em parceria, começaram a enviar dados para agência FDA, que supervisiona os medicamentos nos Estados Unidos, para a aguardada autorização.


A Pfizer afirmou no Twitter nesta quinta-feira que as duas empresas "submeteram oficialmente o pedido" à FDA "para Autorização de Uso de Emergência" da vacina contra a covid-19 em crianças de 5 a 11 anos.


Após o anúncio, o coordenador da Casa Branca para a covid, Jeff Zients, declarou ao canal CNN: "Todos nós concordamos que ter uma vacina segura e efetiva para jovens até 11 anos é o próximo passo realmente importante na luta contra o vírus".


Nos testes, crianças de entre 5 e 11 anos receberam duas doses de 10 microgramas com 21 dias de intervalo entre ambas. As doses para pessoas a partir de 12 anos são de 30 microgramas.


A vacina daPfizer-BioNTech tem autorização definitiva de uso da FDA para pessoas com mais de 16 anos.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE