Saúde

O que realmente emagrece?

O ideal é buscar o equilíbrio sempre!

Sara Morandi - Mundo Ela
postado em 03/11/2021 19:50 / atualizado em 03/11/2021 20:07
 (crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

O que realmente emagrece? Você já deve ter se perguntado qual o segredo para perder peso. Devo cortar carboidratos? Comer até às 18h e pular o jantar? Fazer jejum intermitente ou dieta lowcarb?

Se você não fizer déficit calórico, ou seja, consumir menos calorias do que gasta, nenhuma estratégia alimentar funcionará!

Por esse motivo podemos dizer que é tranquilamente possível encaixar qualquer alimento em sua rotina alimentar, se o seu objetivo for emagrecimento, desde que exista consumo calórico menor do que se gasta. Qualquer alimento pode fazer parte de uma rotina alimentar saudável e em um processo de emagrecimento. Mas claro que existem alguns que irão facilitar o processo, como aqueles de menor densidade calórica (alimentos que possuem menos calorias quando comparados a outros na mesma quantidade), possibilitando você de comer maior quantidade, sem extrapolar nas calorias e trazendo saciedade, sem ficar com a sensação de fome. Não é sobre comer menos, mas sobre comer melhor!

É importante que você saiba priorizar a qualidade das refeições e buscar por refeições que sejam nutricionalmente completas. Se na maior parte do tempo, você priorizar uma alimentação nutritiva e variada, o consumo esporádico de alimentos mais calóricos, com maior quantidade de gordura e açúcar, não causará nenhum grande prejuízo em seu processo.

O ideal é buscar o equilíbrio sempre!

Entenda que você não precisa deixar de comer o que gosta, desde que saiba se programar para os momentos de consumo de alimentos de maior densidade calórica, utilizando de estratégias para não exagerar na quantidade, já que estes possuem muitas calorias em pouca quantidade de alimento.

Mas atenção, existem outros pontos importantes que também precisam ser levados em consideração para um processo de emagrecimento eficiente, como: funcionamento intestinal, sono, atividade física, qualidade dos alimentos e das refeições e comportamento alimentar/emocional.

Terão momentos em que será necessário ignorar o que a mente lhe diz sobre seus desejos momentâneos e se ater ao que seu corpo realmente precisa.

Você já parou para se perguntar se as dietas da moda funcionam?

Reprodução
Reprodução (foto: Reprodução)

São diversas as dietas milagrosas divulgadas na internet que prometem resultados em um curto período de tempo. Já estamos cansados de saber: o peso perdido com essas dietas não é mantido a longo prazo, e o reganho de peso acontece rapidamente.

Isso acontece porque essas dietas não são sustentáveis por longos períodos de tempo, pois são muito restritivas, baseadas na monotonia alimentar e não são ajustadas de acordo com a rotina, preferências alimentares, e com a real necessidade do indivíduo. Com isso, não induzem uma mudança de hábitos e nem de estilo de vida, podendo ainda resultar em sentimentos como frustração, tristeza e raiva diante do peso não perdido ou recuperado rapidamente.

Além disso, o reganho de peso ocorre rapidamente quando a dieta escolhida é interrompida. Isso acontece porque a perda inicial de peso representa a perda de líquidos e de massa magra (músculo), isto é, não há mobilização do tecido adiposo (gordura).

Lembre-se sempre: uma alimentação adequada é aquela que respeita as particularidades do indivíduo, estando de acordo com a sua rotina, suas preferências alimentares e seus objetivos, favorecendo a mudança de hábitos e promovendo saúde.

A nutrição é individualizada, e cada estratégia alimentar é pensada para um paciente único. E não podemos excluir o prazer ao se alimentar! Ele também é muito importante!

Para você que está no caminho em busca de saúde e emagrecimento, aí vão 4 passos:


1. Fuja de dietas restritivas
Não comece o processo querendo colocar em prática Jejum Intermitente ou Cetogênica. Você precisa começar fazendo o básico. Essas estratégias funcionam e podem ser usadas como aliadas com acompanhamento profissional.

2. Simplifique as coisas
Inclua comida de verdade em todas as suas refeições. Aqui entra aquele ditado: “descasque mais e desembale menos”. Abuse de vegetais, consuma frutas, fontes de proteínas e hidrate-se muito! Isso é o básico.

3. Seja paciente
Pense uma coisa: quanto tempo você demorou para ganhar os quilos extras que você tem hoje? Não foi do dia para a noite, certo? Então tenha paciência para eliminá-los, o processo demanda tempo e força de vontade.
4. Trate os seus novos hábitos como estilo de vida
O maior erro que você pode cometer é iniciando esse processo acreditando que ele vai ter fim. Alcançar o emagrecimento é manter o peso perdido, é um processo ativo e permanente.

 

Por fim, para ter sucesso nessa caminhada, é importante entender: nem sempre estaremos motivados. Mas com ou sem motivação, precisamos fazer o que tem que ser feito e não somente o que queremos fazer. Mudar a mentalidade e romantizar menos é necessário. Quando se der conta já virou hábito de vida.

Não espere as condições ideais para começar. Se você ainda não está onde gostaria de estar, coloque-se no caminho. Acredite, só vai dar errado se você desistir. 90% do sucesso se baseia simplesmente em insistir.

Reprodução
Reprodução (foto: Reprodução)

  • Reprodução
    Reprodução Foto: Reprodução
  • Reprodução
    Reprodução Foto: Reprodução
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE