Bem-estar

Quase 80% das brasileiras estão dormindo mal, revela pesquisa

Levantamento buscou mapear como está o bem-estar das mulheres da América Latina; sono, estresse e alimentação foram apontados com os piores índices

Thays Martins
postado em 17/05/2022 14:38
 (crédito:  Lucas Pacífico/CB/D.A Press)
(crédito: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)

Como você tem dormido? Para 78% das brasileiras a resposta para esta pergunta não é positiva. É isto que revela uma pesquisa feita pela plataforma digital de bem-estar, proteção financeira e impacto social, Betterfly.

O estudo teve como intuito mapear as tendências mais importantes nas atividades de bem-estar para as mulheres da América Latina. Os resultados mostraram que o sono é o que mais prejudica o bem-estar das mulheres do Brasil. Também foram destacados, o estresse do dia a dia, por 74% das entrevistadas; má alimentação (69%) e estresse no ambiente de trabalho (49%).

Para fazer o mapeamento, a plataforma entrevistou 2.800 mulheres entre 18 e 45 anos do Brasil, além de Equador, México, Colômbia, Argentina, Peru e Chile.

O resultado encontrado é compatível com outras pesquisas que buscaram saber a qualidade do sono da população. Pesquisa feita pela Novanoite, e divulgada em abril, apontou que oito em cada dez entrevistados classificaram o sono como regular ou ruim. Outro estudo, feito pelo Instituto do Sono, divulgada em 2021, mostrou que 66,8% dos brasileiros têm dificuldade para dormir durante a pandemia. 

Atividades de bem-estar

A pesquisa também procurou saber como as mulheres da América Latina fazem para se sentir bem. 80% delas declarou que ouvem música e 70% acessam conteúdos on-line. No Brasil, quase 50% das mulheres declaram praticar alguma atividade física.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE