Dia da Luta Antimanicomial

Psicólogos promovem ação pública no DF em prol da saúde mental

Profissionais da área de saúde promovem debate público, na Rodoviária do Plano Piloto, nesta quarta-feira (18/5), em comemoração ao Dia da Luta Antimanicomial

Correio Braziliense
postado em 17/05/2022 11:31
 (crédito: Divulgação)
(crédito: Divulgação)

Em comemoração ao Dia da Luta Antimanicomial, psicólogos, acompanhantes terapêuticos e fundadores da clínica Lugar de encontro, em Brasília, se reúnem nesta quarta-feira (18/5), às 14h, na Rodoviária do Plano Piloto, com o intuito de debater o trabalho de diferentes tipos de instituições manicomiais. 

A concentração será perto da pastelaria Viçosa e vai ressaltar, baseada no livro Holocausto brasileiro, como o país foi cenário de extermínio de pessoas intituladas "loucas" e como história e técnicas arcaicas de tratamento de pessoas em sofrimento psíquico ainda são replicadas em instituições no Brasil atualmente.

Uma das responsáveis pela ação, a psicóloga brasiliense Ingrid Quintão, fala da importância do cuidado adequado de doenças relacionadas à saúde mental e da necessidade de rever as políticas de tratamentos que envolvam o aprisionamento do portador da doença.

"Temos uma rede de atenção psicossocial e toda uma política de saúde mental que precisa ser respeitada. O Dia da Luta Antimanicomial reforça nossa ideia de que ter pessoas capacitadas para cuidar de forma afetuosa é o caminho certo. A clínica Lugar de encontro é a céu aberto e queremos disseminar esse modo de tratamento para o Brasil inteiro. Acreditamos que só assim vamos superar a ideia de aprisionamento e fechar de uma vez por todas os manicômios que ainda existem no país", conta Ingrid Quintão.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE