Cinema

Com ‘Viúva Negra’ na lista, Disney e Fox adiam filmes para 2021

Os títulos ‘Os eternos’ e ‘Shang-Chi’ da Marvel também tiveram data alterada junto com a versão de Steven Spielberg do musical ‘Amor, sublime amor’

Correio Braziliense
postado em 24/09/2020 12:48
Longa protagonizado por Scarlett Johansson foi adiado mais de três vezes devido à pandemia -  (crédito: Marvel Studios/Divulgação)
Longa protagonizado por Scarlett Johansson foi adiado mais de três vezes devido à pandemia - (crédito: Marvel Studios/Divulgação)

Os efeitos da pandemia têm afetado intensamente o mercado de exibição de filmes. Com os cinemas ainda fechados em muitas partes do mundo, os estúdios estão se movimentando e postergando estreias esperadas. Os filmes da vez a ganharem novas datas são as produções da Disney e da Fox. O universo cinematográfico da Marvel, por exemplo, foi todo para 2021. Assim Viúva Negra, Os eternos e Shang-Chi recebem novas datas. Outro título aguardado que só poderá ser visto no próximo ano é Amor, sublime amor, em nova versão dirigida por Steven Spielberg.

As novas datas ficaram da seguinte forma: Viúva Negra, previsto para novembro de 2020, vai para 7 de maio de 2021. Por conta dessa movimentação, os outros dois títulos precisam de novas datas para não estragar a conexão criada para os heróis no cinema. Shang-Chi passa de 7 de maio de 2021 para 9 de julho de 2021, e Os eternos sai de 12 de fevereiro do mesmo ano para 5 de novembro.

O ator de Os eternos, Kumail Nanjiani afirmou em um tuíte que “a Marvel tomou a decisão certa e responsável” sobre os adiamentos. Ele também pontuou que “não há nada mais importante que saúde e vidas”. “Eu não posso falar para pessoas irem aos cinemas, se eu ainda não me sinto seguro de ir a um”, completou o artista, que também falou que a espera valerá a pena.

O caso de Amor, sublime amor é um pouco diferente. Lançado em uma data que visa elegibilidade para o Oscar, o filme foi então programado para estrear só no final de 2021. A ideia inicial era sair em dezembro de 2020. Por conta disso, Morte no Nilo, que sairia em outubro deste ano, assumiu a data de 18 de dezembro, que ficou vaga com o adiamento do longa de Spielberg. O filme é mais uma história de Agatha Christie e tenta fazer sucesso semelhante ao antecessor Assassinato no Expresso Oriente. Outro filme que também permanece em 2020 é Soul, que foi mantido para 20 de novembro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação