Cinema

Robert Pattinson diz que pressão por trás do papel de Batman o motiva

O ator comparou o sentimento com a experiência que viveu na saga 'Crepúsculo': 'Estranhamente gostei durante 'Crepúsculo' da ideia de que você pode estragar tudo. Acho que me senti confiante'

Correio Braziliense
postado em 29/09/2020 18:09 / atualizado em 29/09/2020 18:11
 (crédito: Reprodução/Youtube)
(crédito: Reprodução/Youtube)

Desde que foi anunciado como o novo Batman, do filme dirigido por Matt Reeves, o ator Robert Pattinson se prepara para um dos maiores papéis da carreira. Isso devido à legião de fãs do herói da DC ao redor do mundo. Em uma entrevista recente, o ator falou de maneira descontraída sobre as expectativas em relação à performance, e fez comparações com o papel que o lançou mundialmente: Edward Cullen, na saga Crepúsculo.

Consciente da proporção de viver o Homem-Morcego, o ator comentou, em uma entrevista à Total Film Magazine, que gosta da pressão de viver o personagem, e que a ideia de poder estragar o papel lhe dá confiança. “Há um sentimento ligeiramente diferente quando você sabe que um monte de gente vai assistir a algo em que você está trabalhando. Eu estranhamente gostei durante Crepúsculo da ideia de que você pode estragar tudo. Acho que me senti confiante. Eu queria estar no grande palco”, afirmou Pattinson.

Depois de enfrentar críticas sobre a atuação no papel do vampiro, o ator buscou personagens aprofundados, e ganhou destaque e reconhecimento em títulos independentes, como Cosmópolis (2012), Bom comportamento (2017)O farol (2019), em que foi protagonista ao lado de Willem Dafoe. O mais recente trabalho é o filme O diabo de cada dia, do diretor brasileiro Antonio Campos, lançado no início do mês pela Netflix.

Ao mesmo portal, o diretor deu alguns detalhes extras, enquanto descrevia o que os fãs podem esperar do filme e o personagem Bruce Wayne. “Não é um conto de origem, e você o conhecerá nos primeiros dias”, disse. “E para mim, o que é realmente importante sobre essa interação é que muitas das outras histórias são sobre como ele teve que dominar o medo e a si mesmo para se tornar o Batman. E, naquele estado de Batman, ele está no seu melhor estado”, garantiu o diretor, sobre o conturbado estado mental do herói. Ele espera que esse seja o diferencial do trabalho, em comparação às versões anteriores.

As gravações de The Batman retornaram em 17 de setembro, após terem sido suspensas quando Pattinson foi diagnosticado com coronavírus. Além dele, Zoë Kravitz, Paul Dano, Colin Farrell e Andy Serkis estão no elenco. O filme, com previsão de lançamento para outubro de 2021, promete mostrar o herói na juventude, combatendo o crime em Gotham City.

Trailer de The Batman

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação