Streaming

Atriz de Orphan black nega informação de que fará She-Hulk: 'Não é real'

Tatiana Maslany diz que não foi escalada para papel em entrevista

Correio Braziliense
postado em 16/10/2020 16:32 / atualizado em 16/10/2020 16:39
 (crédito: AFP / LISA O'CONNOR)
(crédito: AFP / LISA O'CONNOR)

Depois da notícia de que Tatiana Maslany estava escalada para interpretar She-Hulk em nova série da Marvel no Disney+, a atriz de Orphan black, em entrevista ao The Sudbury Star, desmentiu a informação. Segundo ela, no passado, houve especulações sobre uma possível contratação. "Na verdade, isso não é uma coisa real e é como um comunicado à imprensa que saiu do controle. Eu estive conectada à essas coisas no passado e a imprensa percebeu isso, mas não é realmente uma coisa real, infelizmente. Eu não sei como essas coisas ficam – eu não sei, eu não sei. Você sabe melhor; Eu não faço ideia”, afirmou. A série ainda não tem data prevista de lançamento.

A produção audiovisual retratará a história de Jennifer Walters, advogada, que supostamente seria interpretada por Tatiana Maslany, quando não está transformada na heroína. Nos quadrinhos, She-Hulk é prima de Bruce Banner, cientista atingido por raios gama que ocasionaram a transformação para Hulk, e tem os poderes herdados após uma transfusão de sangue.

Além disso, She-Hulk, no universo das HQs, foi integrante dos Vingadores, do Quarteto-Fantástico e dos Defensores. A primeira aparição foi em The savage She-Hulk, primeira edição, lançada em 1980. A personagem criada por Stan Lee e John Buscema tem capacidade de preservar traços humanos de Jennifer Walters, mesmo quando transformada na heroína.


Sucesso de Orphan black

Lançado em 2013, a série Orphan black é protagonizada pela personagem Sarah Manning, interpretada por Tatiana Maslany. O objetivo da série canadense é questionar os princípios de clonagem humana e ainda aproveita para trazer reflexões sobre identidades pessoais. A produção trouxe indicações e prêmios para Tatiana, que venceu o Emmy na categoria de melhor atriz em série dramática, em 2016.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação