Violência

Lady Gaga revela que engravidou aos 19 anos após ter sido estuprada

A cantora Lady Gaga se emocionou ao relembrar abuso e as ameaças que sofreu. Ela preferiu não revelar o nome do agressor

Victória Olímpio
postado em 21/05/2021 09:44 / atualizado em 21/05/2021 09:48
 (crédito: ROBYN BECK/AFP)
(crédito: ROBYN BECK/AFP)

Lady Gaga, de 35 anos, surpreendeu a todos ao declarar que engravidou após ter sido estuprada aos 19 anos. Em trecho de divulgação da série sobre saúde mental The me you can't see, que estreia nesta sexta-feira (21/5), na AppleTV, a cantora deu o depoimento sobre a violência e as ameaças que sofreu de um produtor musical. Ela preferiu não revelar o nome do agressor.

"Eu tinha 19 anos, já trabalhava no ramo e um produtor me disse: 'tire a roupa' e eu disse não. Eu saí e eles me disseram que iriam queimar todas as minhas músicas. E não pararam. Eles não pararam de me perguntar, e eu simplesmente congelei e eu ... eu não consigo nem lembrar. Primeiro senti uma dor total, depois fiquei paralisada", conta Gaga, emocionada.

Após o abuso, a cantora foi ao hospital por estar sentindo dores abdominais e descobriu a gravidez: "A pessoa que me estuprou me deixou grávida em uma esquina da casa dos meus pais, porque eu estava vomitando e enjoando. Porque fui abusada. Fiquei trancada em um estúdio por meses".

Segundo ela, isso a levou a um surto psicótico, que aconteceu até quando ela ganhou o Oscar do filme Nasce uma estrela, em 2019: "Tive um surto psicótico total e, por alguns anos, não fui a mesma garota. A maneira como me sinto quando sinto dor é como me senti depois de ser estuprada. Já fiz tantas ressonâncias magnéticas e exames que não encontraram nada. Mas o corpo se lembra".

A estrela do pop desabafou, ainda, sobre os impulsos de automutilação com que precisou lidar recentemente: "Você sabe porque não é bom se cortar? Você sabe porque não é bom se jogar contra a parede? Você sabe porque não é bom se machucar? Porque faz você se sentir pior", acrescentou ela. “Você acha que vai se sentir melhor porque está mostrando a alguém: 'Olha, estou com dor'. Mas não ajuda."

A artista, que precisou se submeter a um aborto, afirmou que depois de muitos anos começou a aprender maneiras para lidar com o ocorrido "lentamente". The me you can't see conta ainda com depoimento de nomes como príncipe Harry e Oprah Winfrey.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE