Representatividade

Teyana Taylor é primeira mulher negra eleita a mais sexy por revista dos EUA

A atriz Teyana Taylor contou que chegou à sessão de fotos da revista vestida com um moletom e um gorro, logo após deixar a filha na escola

Victória Olímpio
postado em 10/06/2021 10:24
 (crédito: Maxim/Divulgação)
(crédito: Maxim/Divulgação)

A atriz e cantora Teyana Taylor foi eleita a mulher viva mais sexy pela revista Maxim, nos Estados Unidos.  , Ela é a primeira mulher negra a vencer essa eleição.

"Alguém me belisque! Maxim Hot 100 me nomeou a mulher viva mais sexy por literalmente viver na pele em que estou", comemorou nas redes sociais.

Segundo a revista norte-americana, não foi difícil eleger a artista: "Teyana Taylor foi uma escolha fácil para a nossa edição Hot 100, e para o primeiro lugar na lista. Graciosa coreógrafa-dançarina, atriz-diretora e estrela da música top ten, ela tem cérebro, talento e, bem, as fotos mostram o resto". Ela ficou conhecida pela música Gonna Love Me.

Aos 30 anos, Teyana está focando mais no trabalho cinematográfico, como o número Gett Off em Coming 2 America. De acordo com a Maxim, em uma sequência de dança para menores de 13 anos, ela é apresentada como uma futura noiva de Lavelle Junson (Jermaine Fowler), filho há muito perdido do Príncipe Akeem, interpretado por Eddie Murphy.

"Viver de acordo com o nome e o título desta sessão de fotos me deixou nervosa de todo o coração. Como empreendedora, esposa, uma ocupada mãe de dois filhos e trabalhando atrás das lentes em minha bolsa de diretora, tendo a me esconder atrás de meus moletons e camisetas vintage, meus óculos Spike Tey e qualquer estilo de cabelo que usei naquele dia! Então, como você pode ver, não tenho muito tempo para ser e me sentir sexy", refletiu a cantora.

Teyane compartilhou com  os seguidores detalhes do dia em que foi tirar as fotos para a revista: "Esse dia em particular foi incrível porque me fez ver o outro lado de mim mesmo. Eu tinha acabado de deixar Junie na escola antes de ir direto para as filmagens; moletom, um gorro e uma jaqueta militar. Meu cabelo não foi feito para uma sessão de fotos porque eu planejava colocar uma peruca e não estava usando nenhuma maquiagem".

A artista contou, ainda, que já acompanhava a revista e a ideia de estar na capa foi uma surpresa, mas que se sentiu pronta: “Eu acompanho a Maxim há muito tempo e sempre senti que deveria estar na capa. Então, receber a ligação dizendo que eles me queriam na capa realmente significou muito. Eu estava tipo, o quê? Eles me querem na capa? OK!".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE