Música

Nas plataformas digitais, Carlinhos Brown celebra 25 anos de 'Alfagamabetizado'

Com 13 discos solo lançados e dois com os Tribalistas, Brown acumula sucessos e uma trajetória de sucesso como compositor, intérprete e produtor

Irlam Rocha Lima
postado em 11/09/2021 06:00
Carlinhos Brown celebra os 25 anos do álbum Alfagamabetizado -  (crédito: Magali Moraes/Divulgação)
Carlinhos Brown celebra os 25 anos do álbum Alfagamabetizado - (crédito: Magali Moraes/Divulgação)

Poucos são os artistas brasileiros com a capacidade de, ao mesmo tempo, colocar energia e talento em múltiplas atividades. Um deles é Antônio Carlos dos Santos Freitas, o Carlinhos Brown, que se desdobra como cantor, compositor, instrumentista, arranjador, produtor, integrante do coletivo Tribalistas, diretor de escola de música, dono de selo e técnico de programa de televisão. E ainda lhe sobra tempo para atuar como ativista dos direitos civis, ligado principalmente à comunidade de origem, o bairro do Candeal, em Salvador.

“Estamos realizando o desejo de que as escutas do Alfagamabetizado sejam ampliadas. Vamos para as plataformas digitais com esse álbum, que é, antes de tudo, um movimento fundamental em minha trajetória, e revolucionário. E, o mais importante, é que isso se dá em um momento muito importante, em que o Alfagamabetizado completa 25 anos”, ressalta Brown.

No momento, o multiartista baiano tem sua atenção voltada para o celebração dos 25 anos de lançamento do Alfagamabetizado, seu primeiro álbum solo, que acaba de chegar às plataformas digitais. O disco reúne 16 faixas e traz canções autorais como Bog la bag, Mares de ti, Pandeiro-deiro, Seu Zé, Zanza e, claro, os clássicos A namorada e Quixabeira. Coproduzido pelo francês Walli Badarou e o norte-americano Arto Lindsay, tem direção artística de Luca Minchilo e João Augusto, e coordenação geral de Ivanna Soutto (que voltou a trabalhar com Brown em 2020). O projeto gráfico, assinado por Gringo Cardia, destaca fotos de Brown, entrelaçadas com imagens de Pierre Verger e Marc Ienez.

A trajetória artística de Carlinhos Brown teve início na década de 1980 como músico da Mar revolto, banda de rock soteropolitana. Em seguida, passou a formar na banda Acordes Verdes, que acompanhava Luiz Caldas; e fez parte também do grupo de apoio de Caetano Veloso. Em 1991, criou a Timbalada, que logo se tornou um dos maiores destaques da cena musical baiana. Os ensaios no Gueto Square, no Candeal, transformaram-se em programa obrigatório inclusive para turistas que visitavam Salvador. Outra criação do inventivo artista foi o Camarote Andante, bloco de cordas que desfilava no carnaval.

Com 13 discos solo lançados e dois com os Tribalistas, Brown acumula sucessos também em gravações de Ivete Sangalo (Muito obrigado axé), Daniela Mercury (Maibê Dandá), Margareth Menezes (Dandalunda), Caetano Veloso e Chiclete com Banana (Meia lua inteira). São dele, ainda, parceria com Marisa Monte e Arnaldo Antunes, já sei namorar, Velha infância, Diáspora e um só, hits dos Tribalistas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE