CINEMA

CCBB apresenta mostra gratuita com a filmografia de Hong Sang-soo

A mostra ocorre entre 21 de setembro e 10 de outubro e exibe os 24 longas-metragens da carreira de um dos mais premiados cineastas do novo cinema coreano. A mostra também inclui curso de artes cênicas

Correio Braziliense
postado em 16/09/2021 21:04 / atualizado em 16/09/2021 21:17
Cena do filme Filme 'Na praia à noite sozinha', de Hong Sang-soo -  (crédito: Zeta Filmes )
Cena do filme Filme 'Na praia à noite sozinha', de Hong Sang-soo - (crédito: Zeta Filmes )

Entre 21 de setembro e 10 de outubro, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de Brasília realiza a mostra presencial e gratuita Encontros à deriva: retrospectiva Hong Sang-soo, com exibição de todos os 24 longas-metragens de um dos mais premiados cineastas do novo cinema coreano, permitindo o acesso do público brasiliense a obras aclamadas pela crítica, mas raras no circuito comercial. Os ingressos devem ser retirados no site ou no app do Eventim.

Entre os destaques da retrospectiva, em cartaz no CCBB, estão os filmes Hahaha, vencedor do prêmio Un Certain Regard, no Festival de Cannes 2010; Nossa Sunhi, ganhador do Leopardo de Prata de Melhor Diretor no Festival de Locarno 2013; Certo agora, errado antes, vencedor do Leopardo de Ouro no Festival de Locarno 2015; Na praia à noite sozinha, que estreou no Festival de Berlim, em 2017, recebendo o Urso de Prata de melhor atriz para Kim Min-hee; e o novíssimo The woman who ran, premiado com o Urso de Prata de Melhor Direção, em 2020.

Os filmes Na praia à noite sozinha e Certo agora, errado antes estarão disponíveis, pela plataforma Looke, no período de 4 a 10 de outubro, e poderão ser assistidos em qualquer horário.

O cineasta

Nascido em Seul, em 1961, o cineasta contemporâneo sul-coreano Hong Sang-soo Hong é reconhecido pela crítica mundial como um dos mais importantes e producentes diretores em atividade. Com uma linguagem minimalista, utilizando personagens banais, que vivem situações corriqueiras, o cinema de Hong flerta com o absurdo. Ainda que cada filme tenha características particulares, todos lidam com o mesmo universo e têm uma estética muito parecida, como se cada obra fosse um novo episódio de uma interminável série sobre a ternura dos fracassos e a improbabilidade dos encontros.

Hong criou seu próprio método de produção, que opera às margens da indústria audiovisual local, contando com uma mínima estrutura e baixíssimos orçamentos. A natureza insólita de seu processo de trabalho, personagens e temática traz a seus filmes uma densidade inesperada, que, ao mesmo tempo que causa estranheza, atrai e deslumbra.

Jogos cênicos

O curso Jogos cênicos, modos de fazer será ministrado pelos três curadores Isabel Veiga, Samuel Brasileiro e Vitor Medeiros, todos com experiência em cursos e oficinas no formato on-line. Serão apresentados conteúdos teóricos, que partem de questões levantadas pela filmografia e propostos exercícios práticos baseados na metodologia de trabalho do Hong Sang-soo.

Serão 4 encontros on-line, com duração de 2 horas cada, feitos pela plataforma zoom, que falarão sobre estruturas narrativas, filmar em um único plano e métodos de criação e modos de produção. Na aula de encerramento serão apresentados e comentados o resultado dos participantes. Ao final, os experimentos audiovisuais produzidos pelos alunos serão exibidos nas redes sociais do evento. As inscrições serão gratuitas e abertas a partir do dia 21/09 e poderão ser feitas pelo link da mostra .


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE