Dia das Crianças

Aprenda cinco ideias de brinquedos DIY para fazer com as crianças

Peteca, horta e pinball aprenda a fazer brinquedos recicláveis e que estimulam a criatividade em casa

Helena Mandarino Dornelas*
postado em 09/10/2021 19:13
 (crédito: Reprodução)
(crédito: Reprodução)

Em meio à crise econômica e sanitária da covid-19, o dia das crianças pode exigir dos papais um toque maior de criatividade. É por isso que os brinquedos DIY (faça você mesmo) chamam a atenção, pois exploram a imaginação dos pequenos e dos adultos.

A filosofia dos brinquedos DIY é "construir antes de brincar", além de estimular a reciclagem e o aprendizado das crianças. A pedagoga e artista plástica Ângela Brito explica que uma criança estimulada artisticamente é uma criança que se comunica antes mesmo de se alfabetizar. Ela entende que, para os brinquedos DIY chamarem a atenção das crianças, é preciso ter um estímulo familiar, principalmente por ser algo não eletrônico.

“O problema é que nossa vida atualmente é tão corrida que as famílias não querem dedicar um tempo a isso. Dá sujeira? Dá! Bagunça? Também! Canseira? Mais ainda! Mas criança precisa criar! Então, recomendo que os pais se tranquilizem mais e deixem elas criarem, porque essa é uma fase que passa rápido e não volta mais”, conclui.

Outra vantagem é que eles não são só divertidos na hora de brincar, mas, também, na hora de produzir. O Correio trouxe alguns exemplos, com passo a passo, para fazer em casa:

Jogo da bolinha

Esse jogo divertido chama atenção de todas as crianças e é super fácil de fazer:


1- Vai ser necessário: fitas adesivas, miçangas, espeto de madeira (como aqueles para churrasco), fitas de tecido colorido e potinho de iogurte;
2- Comece cortando a borda do pote de iogurte, depois passe a fita ao redor dele, isso dará mais firmeza;
3- Em seguida, faça um furo no fundo do pote, o diâmetro deve ser mais ou menos o mesmo da largura do barbante;
4- Amarre a ponta do barbante na miçanga e depois passe-o pelo furo do copo. Dê um nó na ponta do barbante que ficou dentro do copinho para ele ficar preso;
5- Por fim, só precisa furar a lateral com o espeto e prender com as fitas.

Agora, é só desafiar os jogadores a encaixarem a bolinha no copo sem usar as mãos. Apenas movimentando a estrutura e conduzindo o barbante, como os antigos bilboquês.

Veja nas imagens:

Jogo da bolinha
Jogo da bolinha (foto: Reprodução)

Mini-horta 

Além de muito divertido, a brincadeira de horta é educativa e introduz a criança a temas como o cuidado com a natureza e com a saúde, além de poder se tornar uma baita aula de biologia.

1- É preciso uma jardineira plástica pequena (encontrada facilmente em lojas de construção), 2 kg de argila expandida, 20 cm de manta bidim, 4 kg de terra orgânica, diferentes mudas (ex: cheiro verde, manjericão, cebolinha…)
2- Na jardineira, primeiro coloque a argila expandida;
3- Por cima, coloque a manta bidim e depois a terra orgânica;
4- Coloque então as mudas, regue e está pronta!

Ah, e se quiser uma experiência ainda mais fácil, vale o bom e velho truque do feijão no algodão. É só pegar um grãozinho da despensa, colocar dentro de um chumaço, umedecer e esperar para ver o brotinho em alguns dias. Diz se não é mágico?

Temperos e hortaliças podem ser plantados em pequenos espaços e ambientes internos
Temperos e hortaliças podem ser plantados em pequenos espaços e ambientes internos (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

Borboleta de origami

Uma arte milenar japonesa, cujo significado é, literalmente, “dobrar papel”. Essa arte possibilita criar vários desenhos e histórias só com o papel, além de milhares pequenas esculturas. As formas de animais são as mais conhecidas, como a da borboleta, a qual você confere a seguir.

1- Tenha em mãos uma folha de papel com um formato quadrado;
2- Dobre em quatro partes iguais;
3- Em seguida dobre novamente, siga a marca do meio para fazer vincos em diagonal;
4- Puxe o vinco que está no meio e crie um triângulo;
5- Puxe as abas para cima;
6- Vire e dobre, puxe a ponta um pouco além da dobra e dobre essa mesma ponta, prendendo assim mais acima;
7- Dobre a ponta;
8- Dobre no meio na vertical;
9- Vinque bem as dobras da borboleta e seu origami fácil borboleta está pronto!

Origami
Origami (foto: Reprodução)

Pinball

Que tal tirar esse jogo da telinha e colocar nas mãos das crianças?


1- Reaproveite uma caixa de papelão e use bolinhas de gude; 
2- Corte a frente da caixa e faça três tiras médias com o pedaço;
3- Use as tiras para fazer as rampas por onde a bolinha vai descer e faça um buraco na parte superior da caixa e no fim de cada rampa;
4- Por fim, é só colar (pode usar cola branca escolar) e esperar secar.

Como no game, aqui é preciso mover a caixa para que as bolinhas caiam no lugar certo. Além de criativo, é um ótimo jeito de treinar a coordenação motora fina, não é mesmo?!

Pinball
Pinball (foto: Reprodução)

Peteca

A tradicional peteca significa em tupi algo como "bater". A brincadeira foi evoluindo ao longo de gerações até se tornar um esporte de alto rendimento, que chegou, inclusive, às olimpíadas. Em 1920, nos jogos da Bélgica, atletas brasileiros levaram a peteca para fins recreativos e o jogo chamou a atenção de competidores e técnicos de outros países. Mas, para começar a brincadeira, que tal criar a própria peteca em casa?

1- Tenha em mãos um saco plástico, jornal, tesoura e um pedaço de tecido (pode ser chita ou TNT ou uma camiseta velha, por exemplo);
2- Corte as alças, o fundo e as laterais da sacola plástica;
3- Amasse algumas folhas de jornal no formato de uma bola;
4- Coloque o jornal amassado no meio da sacola cortada, feche a sacola em volta e com uma das alças da sacola prenda o jornal;
5- Coloque a peteca no meio do pedaço de tecido e com a outra alça amarre e está pronto!

Peteca
Peteca (foto: Reprodução)

Agora que você conheceu algumas ideias, aproveite o feriado e junte-se às crianças para montar jogos e brincadeiras que serão divertidas antes mesmo de começar a brincar. 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE