Literatura

Poema de Nilva Souza sobre feminicídio ganha versão musicada

Márcia Tauil foi a responsável pela criação da versão musicada do poema ‘Saudade que sangra (Feminicídio)’, de Nilva Souza

Correio Braziliense
postado em 19/10/2021 10:51 / atualizado em 19/10/2021 10:51
Nos versos, a poeta fala sobre as perdas decorrentes do feminicídio -  (crédito: Reprodução/YouTube)
Nos versos, a poeta fala sobre as perdas decorrentes do feminicídio - (crédito: Reprodução/YouTube)

Com cunho de alerta e sensibilização da sociedade e autoridades para a gravidade da violência de gênero, o poema Saudade que sangra (Feminicídio), de Nilva Souza, ganhou versão musicada por Márcia Tauil.

Em versos como “Preciso cantar sobre dores / De roubos de vida, de sonhos e amores”, Nilva Souza, poeta e gestora do coletivo Celeiro Literário Brasiliense, denuncia o grande número de casos de feminicídio e de violência contra a mulher na sociedade atual. Nilva é a autora do e-book O coração quer algo mais e de poemas como Nus do invisível, O céu é o cerrado, O voo da borboleta que não voava e Eróticos, e daí?

Já a cantora brasiliense Janete Góes, que já gravou ao lado de nomes como Fafá de Belém e Chitãozinho e Xororó, é responsável por dar voz ao poema, ao lado de Neiva.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE