Novo visual

Camilla de Lucas mostra resultado da transição capilar: "Achei o meu lugar"

Nas redes sociais, a influenciadora mostrou o resultado divertindo os seguidores dublando uma cena do seriado 'Todo mundo odeia o Chris'

Victória Olímpio
postado em 09/11/2021 10:30
 (crédito: Instagram/Reprodução)
(crédito: Instagram/Reprodução)

Livre! A influenciadora Camilla de Lucas compartilhou e comemorou nas redes sociais o resultado da transição capilar. Em vídeo, a ex-BBB divertiu os internautas dublando uma cena do seriado Todo mundo odeia Chris, mostrando algumas indecisões de qual penteado usar, até escolher o black power.

"Eu gostaria de gravar stories falando, mas toda vez começo a chorar. A minha transição não acabou! Foram meses de muita dor por sofrer uma pressão por defender algo que eu acredito tanto. Onde eu por ensinar algo fui rotulada como militante extremista. E quando sai me deparei com algo que pra mim sempre foi o óbvio. Como assim as pessoas não entenderam? Eu não fui grossa! Eu fui paciente, fui calma, fui didática…", começou.

Camilla desabafou ainda sobre as dificuldades que sofreu ao longo desse período: "Mas é isso! Pra mim é fácil entender, mas pra muita gente ainda é assunto 'chato'. Tudo o que eu fazia só lia sobre cabelo. Onde minha foto aparecia era só a mesma pergunta. Mas poxa, eu sou uma pessoa boa, integra, amável. O que fiz de errado? Eu não fiz nada de errado!".

"Cheguei a me questionar, a ter pensamentos ruins todos os dias! Achei que podia desistir de mim mesma. Revivi sentimentos como da época do meu ensino médio. E sempre fazia a mesma pergunta: Por que? E são respostas que nunca vou ter e entendi que não preciso! Porque talvez o problema não seja eu, não seja o que acredito! Eu estou certa! Certa em não ter medo, em ir além do que falam", explicou. 

A youtuber falou também sobre a nova fase: "Se me cobram A darei B até pararem! Eu sou de libra. Mulher teimosa! E a minha teimosia é o que sempre me resgata quando tô no fundo do poço! Meu cabelo voltou, não é de agora. É de 1994. Não é por cobrança, é por 26 anos que ouvi que era feio e hoje me cobram algo que criticavam!".


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE