Cinema

Ator Eddie Redmayne diz que se arrepende de papel em "A Garota Dinamarquesa"

Ao ser questionado sobre o papel que deveria ter sido atribuído a um ator trans, concordou e disse que não aceitaria hoje.

Luísa Mariana Moura*
postado em 23/11/2021 13:24 / atualizado em 23/11/2021 13:24

O ator Eddie Redmayne, conhecido por interpretar uma mulher trans no filme A garota dinamarquesa, disse ter se arrependido de aceitar o papel que narrou a história da pioneira transgênero Lili Elbe. Segundo ele, a atuação foi um "erro".  O artista falou sobre o assunto em entrevista ao The Times e afirmou também que a comunidade trans deveria ter sido ouvida na hora de opinar sobre quem deveria realmente interpretar o papel. "Eu fiz o filme com a melhor das intenções, mas acho que foi um erro".

Com o filme, Redmayne recebeu indicações de Melhor Ator nos principais prêmios do cinema, como Oscar, Globo de Ouro e SAG Awards. O longa foi lançado em 2015, dirigido por Tom Hooper, e foi inspirado na história de Elbe, uma das primeiras pessoas a se submeter a uma cirurgia de mudança de gênero. 

Na época do lançamento, críticos afirmaram que o papel deveria ter sido atribuído a um ator trans. A escritora trans Carol Grant descreveu o elenco como “regressivo e que contribuiu para estereótipos prejudiciais”. “O que deveria ter sido uma celebração de uma figura transgênero muito complexa e atraente é, em vez disso, é simplesmente um velho misógino em geral.”

Também falou sobre o assunto a atriz Alicia Vikander. Ao jornal Insider, ela afirmou que  Redmayne fez um “trabalho maravilhoso” na pele de Lili. "Eu entendo totalmente as críticas, porque precisamos fazer mudanças e ter certeza de que homens e mulheres trans entrem e consigam trabalho", disse.


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE