Autobiografia

Will Smith revela que ficou viciado em sexo após traição: "Me fazia até vomitar"

Ator conta uma série de detalhes sobre as experiências pessoais e artísticas, incluindo a vida sexual agitada nos anos iniciais da carreira

Luísa Mariana Moura*
postado em 24/11/2021 14:40
 (crédito: Reprodução/ Instagram)
(crédito: Reprodução/ Instagram)

O ator Will Smith, conhecido por "Um Maluco no Pedaço", afirmou em sua autobiografia que houve uma época em que ele fez tanto sexo que o deixava doente. “Eu fiz sexo com tantas mulheres, e foi tão desagradável do fundo do meu ser, que desenvolvi uma reação psicossomática ao ter um orgasmo.” Disse sobre as relações.

Smith disse que o sexo “literalmente me fazia engasgar e às vezes até vomitar”.
“Em todos os casos, porém, eu esperava por Deus que este lindo estranho fosse‘ aquele ’que me amaria, que faria essa dor ir embora.”

No livro, Smith disse que se voltou para uma “relação sexual desenfreada” depois que seu primeiro relacionamento com uma garota chamada Melanie chegou ao fim, traições da então ex-namorada foram muito prejudiciais para ele quando tinha 16 anos, fazendo desenvolver alguns vícios.

“Eu preciso desesperadamente de alívio, mas como não há pílula para desgosto”, escreveu ele. “Recorri aos remédios homeopáticos de compras e relações sexuais excessivas.”

Anteriormente Smith tinha aberto o jogo sobre detalhes íntimos da sua relação com Jada Pinkett Smith. O astro falou sobre como ele e a esposa mantinham atividades sexuais mais de uma vez ao dia diariamente.

“Comecei a me perguntar se isso era uma competição. De qualquer maneira, no que me dizia respeito, havia apenas duas possibilidades: eu iria satisfazer essa mulher sexualmente ou eu morreria tentando”, disse ele.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE