Famosos

Ex de Dinho, dos Mamonas Assassinas, ainda mora no local do acidente

Valéria Zoppello vende orquídeas no local onde o antigo namorado e os integrantes do grupo morreram

Douglas Lima - Especial para o Uai
postado em 03/03/2022 19:35
Valéria Zoppello, ex de Dinho do Mamomas Assassinas, homenageou o vocalista do grupo -  (crédito: Reprodução/Instagram)
Valéria Zoppello, ex de Dinho do Mamomas Assassinas, homenageou o vocalista do grupo - (crédito: Reprodução/Instagram)

Há 26 anos, os brasileiros choravam a perda precoce dos integrantes dos Mamonas Assassinas, fenômeno absoluto dos anos 90, em um acidente aéreo na Serra da Cantareira, em São Paulo.

Valéria Zoppello, namorada de Dinho na época, reapareceu na última quarta-feira (02/03) prestando uma homenagem ao cantor. "Saudade. Amor eterno. Luz e amor", escreveu ela ao postar diversas fotos ao lado do ex-namorado e causou uma verdadeira nostalgia nos fãs.

As lembranças da tragédia ainda estão presentes na vida da ex-modelo, que mora, inclusive, no local do trágico acidente. Os integrantes Dinho, Sérgio Reoli, Samuel Reoli, Bento Hinoto e Júlio Rasec nos deixaram no dia 02 de março de 1996. Em um ano e meio de sucesso, a banda emplacou os hits, Pelados em Santos, Vira-Vira e Robocop Gay.

Valéria trabalhava com modelo quando começou a namorar Dinho. De acordo com as informações do jornalista Daniel Palomares, do portal Splash, do UOL, o relacionamento foi curto, porém intenso. Os dois ficaram juntos por oito meses e com apenas 32 dias de namoro, ele a pediu em casamento. Com dois meses, passou a morar na casa dos pais dela.

"Nossa vida já estava traçada: casar no fim deste ano, acompanhar o grupo na próxima turnê e ter um filho", contou Zoppello em entrevista à Folha de S. Paulo em 1996, um mês após a morte do amado.

"Amar como a gente se amou, só uma vez na vida. São laços eternos. Posso até me apaixonar de novo, mas a pessoa que estiver comigo vai ter que aceitar o Dinho também comigo".
Valéria Zoppello

Depois da morte do vocalista, ela seguiu em frente e chegou a ter uma vida pública, trabalhando como atriz. Ela também foi piloto de automobilismo e, em seguida, se dedicou à fotografia como fotógrafa até encontrar uma nova paixão.

Aos 48 anos e solteira, hoje ela dedica a maior parte do tempo ao seu orquidário na Serra da Cantareira, sua principal fonte de renda. Valéria virou especialista em orquídeas e até expõe em feiras e eventos. Em sua bio do Instagram, Valéria Zoppello se define como "fotógrafa, viajante, amante da natureza e dos animais".

Confira, abaixo, a homenagem para Dinho:

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE